Kaspersky nega culpa por bugs em atualização do Windows 10

1 min de leitura
Imagem de: Kaspersky nega culpa por bugs em atualização do Windows 10
Avatar do autor

A Microsoft lançou recentemente uma atualização para o Windows 10 com o objetivo de resolver problemas de instalação relatados pelos usuários, mas acabou piorando a situação. O objetivo principal era corrigir um erro de segurança do Rescue Disk da desenvolvedora Kaspersky Lab, que alegou não ser responsável pelos bugs no sistema.

Em agosto de 2019, a desenvolvedora foi a público divulgar que havia corrigido o problema. Apesar disso, em fevereiro de 2020, a Microsoft lançou o Windows 10 KB4524244 para sanar as falhas do Rescue Disk, revogando as assinaturas do UEFI (Unified Extensible Firmware Interface).

O cancelamento das assinaturas, segundo a Kaspersky, foi uma tentativa de “impedir ataques contra o Secure Boot usando versões anteriores do Rescue Disk". A medida da Microsoft gerou ainda mais problemas, com relatos de usuários que não conseguem sequer inicializar seus PCs após atualizarem o sistema.

(Fonte: B!t Magazine/Reprodução)

A Kaspersky lavou as mãos dessa vez, alegando que após uma análise interna, especialistas concluíram que os bugs no sistema não eram causados pelo Rescue Disk. A desenvolvedora não é, contudo, completamente inocente. Afinal, sua ferramenta de segurança de fato apresenta vulnerabilidades de segurança.

A Microsoft, por outro lado, não tem um bom histórico com atualizações, sendo duramente criticada pela falta de comunicação e sigilo. Desta vez, a empresa realmente deixou a desejar quando, por exemplo, não entrou em contato com a Kaspersky sobre os erros no software. Segundo a Softpedia, a Microsoft planeja corrigir os bugs em uma atualização futura.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Kaspersky nega culpa por bugs em atualização do Windows 10