Os sistemas de inteligência artificial desenvolvidos pela Google costumam ter uma performance bem alta em quase tudo que se prestam a fazer. Eles conseguem vencer campeões de Go, transformam seus rabiscos em belas ilustrações e traduzem diferentes idiomas com uma precisão sobre-humana. Agora, os engenheiros da Gigante das Buscas resolveram ensinar uma dessas plataformas inteligentes a editar fotos. O resultado da brincadeira? Imagens assustadoramente belas e profissionais.

Fazer cliques da natureza e em especial de paisagens costuma ser um desafio e tanto para fotógrafos de todos os níveis de habilidade e experiência. Afinal, cada cenário registrado tem sua própria iluminação, contraste e paleta de cores e faz com que saber se adaptar às circunstâncias faça toda a diferença entre uma fotografia passável e outra fantástica.  O que muita gente não sabe é que a pós-produção desse material é tão ou mais importante que o setup da sua câmera antes de você apertar o disparador.

Com base nessa segunda etapa da atividade, pesquisadores da Google treinaram um sistema de machine learning da casa para que ele se tornasse uma verdadeira máquina de edição artística de fotos. O mais interessante é que a IA usa o gigantesco banco de imagens do Google Street View como combustível para seus testes, detectando recortes bonitos das paisagens e trabalhando de forma bastante árdua e detalhada em cima deles – da mesma forma que um fotógrafo faz quando passa horas “brincando” no Photoshop ou no Lightroom.

Com o material em mãos, o software faz crops, ajusta o ângulo da imagem, mexe na exposição e na curva de cores da cena e aplica efeitos para deixar a produção com um aspecto impactante e atraente. Diferentemente de outros programas de edição, que aplicam filtros pré-programados aos arquivos original, o projeto da Google analisa e faz ajustes em pontos específicos da figura. Isso faz com que o produto final desse processo automatizado – como é possível conferir na galeria abaixo – seja simplesmente de cair o queixo.

A IA chega a enganar fotógrafos veteranos

O resultado parece ser tão bom que chega a enganar fotógrafos veteranos, que, ao darem notas para uma série de fotos de diversas origens, marcaram 40% das imagens editadas pela inteligência artificial como profissionais ou semiprofissionais. Agora, é esperar que esse tipo de recurso chegue a aplicativos como Google Fotos e Snapseed, fazendo com que deixar suas fotos de viagem mais bonitas seja algo trivial.

Cupons de desconto TecMundo: