Empresa que atua no ramo das traduções online há alguns anos, a Google divulgou nesta semana uma nova tecnologia que promete níveis de precisão quase humanos. O novo sistema é batizado como “Sistema de Tradução por Máquinas Neurais” (ou GNMT) e promete ser capaz de passar frases inteiras de um idioma para outro sem a necessidade de fazer esse processo palavra a palavra.

“A vantagem desse processo é que ele exige menos escolhas de design de engenharia em relação aos antigos sistemas de tradução baseados em frases”, explicam Quoc V. Le e Mike Schuster, pesquisadores do grupo Google Brain. Inicialmente destinado a imitar a eficácia dos antigos sistemas, em questão de pouco tempo o GNMT se mostrou mais eficaz do que eles e capaz de trabalhar com a velocidade encontrada em outros produtos e aplicativos da companhia.

O modelo de tradução usado pela empresa

Na publicação que descreve o projeto em detalhes, a organização afirma que, em alguns casos, a nova inteligência é capaz de ser tão precisa quanto um humano que domina os idiomas que estão sendo traduzidos. A Google explica que está alimentando o sistema de forma a torná-lo ainda mais eficiente e capaz de lidar com casos “notoriamente difíceis”.

Sistema em operação

A primeira etapa nesse processo acontece nesta quarta-feira (27), data em que 100% das traduções do chinês para o inglês passam a ser responsabilidade do GNMT. O processo, que engloba a versão web e os aplicativos do Google Tradutor, deve registrar cerca de 18 milhões de traduções diárias.

“O GNMT ainda pode cometer erros significativos que um tradutor humano nunca faria, como eliminar palavras e falhar em adaptar nomes próprios ou termos raros”, explicam Le e Schuster. O sistema também não é muito bom em traduzir frases levando em consideração o contexto geral, o que significa que ainda há muito trabalho a ser feito.

Cupons de desconto TecMundo: