Os desenvolvedores do primeiro smartwatch modular do mundo vão lançar no próximo dia 13 uma campanha para o financiamento coletivo do produto via Kickstarter. Capazes de funcionar emparelhados junto de aparelhos Android e iOS, os relógios Blocks vão contar com processador Qualcomm Snapdragon 400. Um “display elegante” e uma “bateria com alta capacidade de carga” são outros dos aspectos do icônico dispositivo.

A fabricação de peças como medidores cardíacos, GPS ou Bluetooth não está sendo feita apenas pelos idealizadores do gadget. “Além dos módulos que estamos produzindo, desenvolvedores e companhias de todo o mundo estão criando módulos para você”, explica a empresa, que afirma que a disponibilidade de peças acopláveis para o dispositivo vai continuar crescendo.

Com conceito semelhante ao do Project Ara, Blocks vai permitir o encaixe de acessórios capazes de executar tarefas distintas, o que permite a “customização infinita”, segundo promovem os desenvolvedores por trás da concepção do aparelho. Os módulos serão encaixados um ao outro e darão forma à pulseira do relógio.

Encomendas e preços

Em outubro de 2014, mil pessoas puderam fazer a encomenda da primeira tiragem dos vindouros smartwatches. Até o momento, porém, pouco se sabe acerca da forma com que a futura pré-venda das unidades será feita.

O custo das peças que compõem os relógios ainda é desconhecido, mas, ao menos até o ano passado, os preços de cada componente  ficaram entre US$ 20 e US$ 40. A data prevista para a chegada dos aparelhos às gôndolas do mercado também é desconhecida.

...

Você compraria um celular ou relógio modular? A personalização dos componentes de harware dos dispositivos poderia conquistar maior simpatia dentre os consumidores? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: