Lavadora Samsung pede acesso a contatos e localização do usuário

1 min de leitura
Imagem de: Lavadora Samsung pede acesso a contatos e localização do usuário
Imagem: Smasung/Divulgação
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Donos de lavadoras inteligentes da Samsung estão incomodados com um app usado para controlar o aparelho doméstico. Por algum motivo não especificado, o Smart Washer solicita permissão para acessar os contatos e a localização dos usuários.

Assim como o Samsung Smart Home, o aplicativo foi projetado para integrar as máquinas de lavar e secadoras à internet das coisas. Entretanto, ambos os programas não funcionam se a pessoa não autorizar certas permissões.

Tela do app solicitando permissões.Tela do app solicitando permissões.Fonte:  Reddit/Reprodução 

Devido ao caráter invasivo com permissões desnecessárias, os aplicativos possuem várias críticas negativas na Google Play Store. Mesmo com mais de um milhão de downloads, a nota média do Smart Washer é de 2,1.

“Este app é inútil. Ele pede permissões para praticamente tudo que monitora sua vida e fecha quando você nega alguma informação. Qual é o objetivo de um software que se encerra quando eu não o deixo me espionar?”, relata um usuário.

Embora tenha vários comentários recentes, o Smart Washer e o Smart Home não recebem atualizações desde outubro de 2020. Um indicativo de que a Samsung não deve fornecer mais suporte aos apps.

Para mais, a marca sul-coreana anunciou recentemente uma nova linha de lavadoras inteligentes com a versão atualizada do aplicativo SmartThings. Segundo as informações, o software exige dados menos invasivos do que os antigos programas.

Atualização do app Samsung SmartThing promete ser menos invasiva.Atualização do app Samsung SmartThing promete ser menos invasiva.Fonte:  Samsung/Divulgação 

Limite da coleta de dados

Casos como o do Smart Washer trazem de volta a discussão da coleta de dados feita por dispositivos inteligentes. Mesmo com a proposta de integrar os aparelhos, a internet das coisas deixa muitas pessoas preocupadas com a privacidade e segurança.

Os Echo Dots são outro exemplo recente de gadgets com “comportamentos invasivos”. Pesquisadores descobriram que os smart speaker da Amazon armazenavam os dados pessoais dos usuários mesmo após serem resetados.

Fontes

Lavadora Samsung pede acesso a contatos e localização do usuário