Hacker vaza dados de 1,3 milhão de usuários do Clubhouse; app nega

1 min de leitura
Imagem de: Hacker vaza dados de 1,3 milhão de usuários do Clubhouse; app nega
Imagem: Reprodução
Avatar do autor

Cerca de 1,3 milhões de usuários do Clubhouse tiveram seus dados vazados e postados em um fórum hacker nesta terça-feira (13). Entre as informações estão o nome de usuário, ID de identificação no Clubhouse, Twitter e Instagram, o número de seguidores, data de criação da conta e quem convidou o usuário para participar do app.

Em seu Twitter, os desenvolvedores do Clubhouse afirmou que nenhum dado foi vazado, já que todas as informações citadas estão disponíveis publicamente. Segundo o portal CyberNews, nenhum dado sensível, como senhas ou endereços de email, foram divulgados no fórum.

O aplicativo de áudios afirmou que os relatos de vazamentos são "falsos e enganosos" e ressaltou que qualquer pessoa pode acessar as informações ao entrar no aplicativo. Mesmo que os dados não tenham sido realmente vazados, especialistas afirmam que as informações podem ajudar cibercriminosos a desenvolverem ataques de phishing e engenharia social.

Histórico de vazamentos

Na semana passada, outra rede social foi a vítima da vez. Cerca de 500 milhões de usuários do LinkedIn tiveram seus dados expostos em um fórum online. Semelhante ao Clubhouse, os dados publicados não incluem informações sigilosos, como senhas ou CPFs. O hacker que está com os dados também vai fazer um leilão pelo pacote completo em bitcoins.

Segundo a Microsoft, proprietária da rede social, o banco de dados inclui informações que foram obtidas em outros sites. "Nenhum dado privado dos usuários foi incluído na lista, no que pudemos revisar", disse a empresa em comunicado.

Hacker vaza dados de 1,3 milhão de usuários do Clubhouse; app nega