Após ataque hacker, estados deixam de atualizar dados da pandemia

1 min de leitura
Imagem de: Após ataque hacker, estados deixam de atualizar dados da pandemia
Imagem: Uol/Reprodução
Avatar do autor

Em nota divulgada ontem (10), o Ministério da Saúde informou que conseguiu restabelecer parte dos sistemas de informação do órgão, que estavam fora do ar desde a última quinta-feira (5) quando a rede da pasta foi vítima de um suposto ataque hacker.

Devido ao problema, alguns estados estão tendo dificuldade para apresentar dados atualizados da covid-19. Quatro deles deixaram de divulgar seus números ontem: Amapá, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. Enquanto o primeiro relatou que o problema se deve ao apagão que o estado enfrenta desde a semana passada, os demais atribuem a falta de inserção de informações à indisponibilidade da plataforma e-SUS.

Segundo a nota, o ministério afirma que continua monitorando as páginas que ainda não estão totalmente normalizadas e podem necessitar de algum ajuste eventual. Essa instabilidade restrita a algumas páginas, que podem ficar temporariamente indisponíveis, deve-se “ao trabalho de prevenção e segurança do DataSUS" (Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde).

Fonte: Marcello Casal Jr./Agência Brasil/ReproduçãoFonte: Marcello Casal Jr./Agência Brasil/ReproduçãoFonte:  Marcello Casal Jr./Agência Brasil 

O impacto nos estados

O caso mais preocupante é o de São Paulo, estado com o maior registro de mortes por covid-19 no país, que não atualiza os dados de óbitos e novas contaminações desde o dia 6 de novembro. Ontem, o governador João Doria enviou um ofício ao Ministério da Saúde, pedindo esclarecimentos sobre as falhas no sistema.

O governador paulista afirma que, como as informações sobre a pandemia não estão sendo processadas por razões desconhecidas, a omissão irá dificultar a atualização dos dados consolidados sobre o estado da covid-19 em nível nacional. A situação se repete no Rio de Janeiro que também não atualizou os dados relativos às mortes causadas pela doença.

Na nota divulgada, o Ministério da Saúde não confirma ter sido vítima de um ataque hacker, limitando-se a atribuir o mau funcionamento dos sistemas a “um vírus” que teria atingido algumas estações de trabalho do órgão. Por precaução, a equipe bloqueou o acesso à internet, conseguindo controlar a propagação do vírus e garantir a segurança dos dados.

Fontes

Após ataque hacker, estados deixam de atualizar dados da pandemia