Claro NET: hackers teriam roubado dados de 27 milhões de brasileiros

1 min de leitura
Imagem de: Claro NET: hackers teriam roubado dados de 27 milhões de brasileiros
Avatar do autor

A operadora Claro NET teria sido vítima de um ataque hacker que resultou no roubo de dados de 27,8 milhões de seus clientes em todo o Brasil. O vazamento teria ocorrido em 2018, segundo informações obtidas pelo The Hack, mas só agora a base de dados foi colocada à venda na dark web.

Uma “amostra” da base roubada em 2018 foi enviada ao The Hack com dados de quase 800 mil pessoas, e as informações supostamente batem com dados que criminosos teriam roubado em 2018.

Entre as informações disponíveis na amostra constam nome completo, data de nascimento, gênero, CPF (ou CNPJ), email, número de telefone e endereço completo com CEP. Em outras palavras, é um prato cheio para estelionatários digitais.

vazamentosSuposta amostra de dados vazados da Claro NET (Reprodução/The Hack)

O criminoso identificado como “gr4c3ann” assumiu a autoria do ataque à Claro NET, mas a operadora nega que tenha tido seu banco de dados roubado. Em comunicado oficial, a empresa disse não ter encontrado evidências do vazamento.

“Sobre o caso citado, a Claro informa que não foram encontradas evidências que comprovem que a amostra publicada pertença à base de dados da empresa. A Claro investe fortemente em políticas e procedimentos e no aprimoramento constante de processos, adotando medidas, de acordo com melhores práticas, para identificar fraudes e proteger seus clientes”.

O TecMundo entrou em contato com a Claro para obter mais esclarecimentos sobre o caso e atualizaremos esta notícia em caso de novidades.

Claro NET: hackers teriam roubado dados de 27 milhões de brasileiros