Intel enfrenta vazamento de 20GB de dados sigilosos

1 min de leitura
Imagem de: Intel enfrenta vazamento de 20GB de dados sigilosos
Imagem: HackRead/Reprodução
Avatar do autor

Um vazamento com mais de 20GB de documentos internos da fabricante de chips norte-americana Intel (alguns classificados como confidenciais, secretos e restritos) estão agora online na plataforma de compartilhamento de arquivos MEGA. 

Esta seria apenas a primeira parte dos dados vazados da Intel.Esta seria apenas a primeira parte dos dados vazados da Intel.Fonte:  ZDNET/Reprodução 

Segundo Till Kottmann, o engenheiro de software que recebeu e publicou o material, o vazamento foi obra de um hacker anônimo, que alega ter violado um servidor Intel "hospedado online pela Akami CDN que não era adequadamente seguro" no início do ano. O que Kottmann publicou seria apenas parte do material vazado.

A Intel nega a invasão: "Acreditamos que um indivíduo com acesso baixou e compartilhou os dados [...] do nosso Centro de Recursos e Design, que hospeda informações para uso de nossos clientes e parceiros que se registraram para acessá-lo”.

Dados sobre o Tiger Lake

Engenheiros de segurança que prestam serviços para a Intel, consultados pelo site ZDNET, confirmaram a autenticidade dos arquivos. Vazaram dados sobre design e códigos-fonte para chipsets, como os de referência do BIOS e de amostra para o Kaby Lake (nome da sétima geração de CPUS, de 2016), e mais esquemas, ferramentas e firmware para os processadores de 10nm e 11ª geração Tiger Lake, com lançamento previsto para setembro.

Os vazamentos incluem até vídeos de treinamento.Os vazamentos incluem até vídeos de treinamento.Fonte:  Dogbin/Reprodução 

Kottmann recebeu os arquivos porque administra um grupo no Telegram onde publica vazamentos online de grandes empresas de tecnologia (já existe um link para o download dos dados da Intel). Segundo ele, o hacker confirmou que invadiu um servidor da companhia americana e não, ter usado uma senha de acesso ao Centro de Recursos e Design da empresa.

O hacker afirma ter invadido um servidor da Intel.O hacker afirma ter invadido um servidor da Intel.Fonte:  ZDNET/Reprodução 

Segundo a Intel, é através desse portal que clientes corporativos obtêm documentos técnicos sobre os chipsets produzidos por ela. O ZDNET confirmou que muitos documentos trazem links para essa plataforma, o que reforça as declarações da Intel sobre o vazamento.

Fontes

Intel enfrenta vazamento de 20GB de dados sigilosos