Polícia Civil prende criminoso de 19 anos que hackeava contas bancárias

1 min de leitura
Imagem de: Polícia Civil prende criminoso de 19 anos que hackeava contas bancárias
Avatar do autor

Uma quadrilha de cibercriminosos foi desmantelada após trabalho da Delegacia de Repressão aos Crimes Cibernéticos (DRCC), Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) e Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG). Na última segunda-feira (22), foram presas três pessoas que praticavam fraudes bancárias na internet via malware.

É importante manter atualizado seu roteador e alterar a senha de fábrica

A Operação Code Market prendeu Ramon Moraes da Silva, 19, responsável por desenvolver um malware que infectava modems e roteadores para capturar senhas de usuários de internet banking, afirma a polícia. Ramon ainda seria responsável por comercializar o malware, que é conhecido como KL DNS — o rapaz chegou a comercializar o malware e exibir um tutorial de utilização no YouTube.

Além de Ramon, foram presos “F.R.F.”, 46, em Sorocaba, no interior de São Paulo. “F.R.F.” usava a conta bancária de sua ex-namorada, “L.A.A”, 39, que também foi presa hoje (23) na Bahia. De acordo com a polícia, F.R.F. também comercializava o malware e trocava mensagens com Ramon Silva.

Como se proteger

Para se proteger deste tipo de malware, é importante manter atualizado seu roteador e alterar a senha de fábrica. Verifique possíveis atualizações sempre que possível e deixe seu roteador sempre em dia.

Vale a pena redobrar o cuidado na hora de visitar sites que exigem login, isso também evita outros tipos de golpe. Por último, uma ferramenta antivírus pode ajudar a manter o seu computador seguro.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Polícia Civil prende criminoso de 19 anos que hackeava contas bancárias