O site pessoal do presidente Michel Temer foi derrubado na tarde desta terça-feira (17). Ao que parece, a autoria do ataque partiu de uma conta no Twitter, chamada LulzFake. "Começando com o Brasil e seu presidente corrupto de m*rda", escreveu a conta.

Além do site pessoal de Temer, o número celular do presidente também acabou caindo na internet, na segunda-feira (16). A origem, porém, não é nenhum vazamento ou ação de hackers, mas sim documentos liberados pela própria Câmara dos Deputados.

As informações estavam presentes no telefone celular do ex-ministro da Secretaria de Governo da Presidência Geddel Vieira Lima. O aparelho foi apreendido pela Polícia Federal, e o seu conteúdo faz parte do material enviado à Câmara pela investigação da Operação Lava Jato, e a casa legislativa publicou tudo na íntegra ontem.

No último acesso realizado pelo TecMundo, às 18h25, o site http://micheltemer.com.br/ continuava fora do ar.

Michel TemerMichel Temer

Cupons de desconto TecMundo: