Uma situação um tanto quanto inusitada ganhou o noticiário ao longo desta segunda-feira (16), quando o número de telefone celular e o email pessoal de Michel Temer foram divulgados na internet. A origem, porém, não é nenhum vazamento ou ação de hackers, mas sim documentos liberados pela própria Câmara dos Deputados.

As informações estavam presentes no telefone celular do ex-ministro da Secretaria de Governo da Presidência Geddel Vieira Lima. O aparelho foi apreendido pela Polícia Federal, e o seu conteúdo faz parte do material enviado à Câmara pela investigação da Operação Lava Jato, e a casa legislativa publicou tudo na íntegra ontem.

Michel TemerPresidente da República teve o número de seu telefone celular divulgado pela Câmara dos Deputados

A reportagem do jornal O Globo entrou em contato com o número, que foi atendido pelo presidente e gerou uma conversa bastante curiosa. Questionado pelo repórter Vinícius Sassine se o número de telefone celular era do Planalto, Michel Temer respondeu “Não, não é daqui”. Depois, Sassine pergunta se está falando com o presidente, e Temer confirma: “Está, perfeitamente”.

O número de telefone privado de Temer e a sua conta de email do Gmail fazem parte do material que está com os deputados, que analisarão a segunda denúncia da Procuradoria-Geral da República contra o presidente, na qual ele é acusado de obstrução da Justiça e organização criminosa.

Cupons de desconto TecMundo: