O Jornalivre, um site simpatizante e constantemente replicado pelo grupo MBL, está mirando a criptomoeda Monero no computador de seus visitantes — e sem dar qualquer satisfação. Dessa maneira, o PC do leitor do Jornalivre gasta mais energia e poder de processamento ao navegar pelo site, indicou o pessoal da Motherboard.

A mineração no domínio é realizada pelo scrip da CoinHive, empresa que oferece um arquivo .js para sites minerarem a criptomoeda Monero. Além do Jornalivre, outros sites na internet foram pegos realizando a mesma ação sem alertar os visitantes, como o The Pirate Bay e Showtime — uma prática, no mínimo, antiética.

O visitante do Jornalivre poderá ter o PC travando e gastando mais energia

A CoinHive até comentou recentemente que não concorda com a ação de sites que mineram criptomoedas sem avisar os usuários e que, infelizmente, estão fazendo isso com o "produto" dela.

  • Atualização 13h00: o leitor Giliard Alves comentou o seguinte: "Por curiosidade, entrei no site para ver o comportamento do computador. É impressionante! Ele usa cerca de 97% de processamento do computador, que começa a engasgar e travar. Se quiser conferir também é só abrir o gerenciador de tarefas e olhar o que acontece com a CPU".
  • Atualização 14h35: quem encontrou a CoinHive foi Fabricio Resende, que publicou a descoberta no Reddit ontem (09)

O scrip da CoinHive no Jornalivre pode ser encontrado no código-fonte da página, configurado para rodar com a key "jDZBZnZTPKAA7OHq40uuC80DASwwmsJv". Como a Motherboard nota, há uma possibilidade remota do site ter sido hackeado e um terceiro estar rodando a ferramenta. Contudo, a possibilidade mais plausível é que o administrador do Jornalivre está gerando receita com o detrimento do computador dos visitantes do site.

  • O Jornalivre não entregou um posicionamento sobre o caso.

"O esquema de mineração da moeda suga os recursos do seu computador porque ele precisa resolver uma operação matemática complexa. O que o script usado no site Jornalivre faz é "terceirizar" esse trabalho, ou seja, o processador do visitante é usado para fazer essa operação", comenta a Motherboard. "É aí que mora o problema: o Jornalivre (ou, vá lá, a pessoa que botou esse script lá) está usando a capacidade do computador do usuário que entra no site para fazer a operação e ficar com a grana da criptomoeda. Por consequência, o visitante de suas enviesadas notícias pode ter o computador travando e gastando mais energia".

Como se proteger

O TecMundo recomenda a leitura de duas matérias para você aprender a se proteger dos mineradores de criptomoedas:

Cupons de desconto TecMundo: