Há alguns dias, foi descoberto que o site The Pirate Bay estava usando o poder de processamento dos computadores de seus usuários para minerar criptomoedas sem autorização por meio de um código de Java Script. Isso acaba usando demais a capacidade do processador de um computador sem necessidade, comprometendo a performance da sua máquina.

Sabe-se que não é apenas o Pirate Bay que realiza essa atividade: muitos outros sites acabam usando o seu computador para minerar Bitcoins e outras moedas digitais sem que você sequer saiba. Porém, isso deve estar com os dias contados – programas antivírus e bloqueadores de publicidade já estão de olho em páginas que fazem isso.

Dinheiro fácil

É o caso de outros trackers de torrente, como o Demonoid, Alluc, Rapidvideo e Vidoza. Até o site do Showtime – uma rede de TV por assinatura – tinha um script para minerar criptomoeda que foi retirado do ar depois da descoberta e a empresa ainda não uma explicação oficial. Seja como for, isso é feito porque dá dinheiro, e alguns sites, com 30 mil usuários durante o dia inteiro – ou 2 milhões de visitante únicos – conseguem arrecadar de US$ 500 a US$ 600, ou entre R$ 1.590 e R$ 1.910, em média.

Um desses programas, o uBlock Origin, já tem o Coinhive em sua “lista negra”, isso apenas alguns meses após a descoberta ser feita

O desconforto de ter seu computador utilizado sem autorização para arrecadar dinheiro chamou atenção dos bloqueadores de publicidade e de antivírus, que já são capazes de anular scripts de mineração de criptomoedas, como o da empresa Coinhive, um dos mais populares utilizados por aí.

Um desses programas, o uBlock Origin, já tem o Coinhive em sua “lista negra”, isso apenas alguns meses após a descoberta ser feita. A tendência é que plataformas antivírus passem cada vez mais a bloquear sites com mineradores de criptomoedas.

Cupons de desconto TecMundo: