A campanha publicitária “The Next Big Thing” da Samsung parece ter deixado o chefe de marketing da Apple, Phil Schiller, bastante incomodado. Segundo a fabricante coreana, as propagandas em que a empresa comparava as vantagens de seus produtos sobre os da concorrente e tirava sarro dos fãs fazendo fila na frente das lojas da Maçã deu origem a documentos que demonstram a aflição da rival.

A afirmação foi feita durante o processo de exibição de textos fechados das companhias, que faz parte deu uma disputa legal entre ambas as empresas. “Vamos mostrar documentos internos da Apple, que ainda não foram tornados públicos, e que mostram como a Maçã estava verdadeiramente preocupada com a competição do Android e, em particular, da Samsung”, afirmou John Quinn, advogado que representa a fabricante coreana.

Segundo ele, a “nova e sagaz” estratégia de marketing da Samsung deixou os executivos da Apple “loucos”. Para provar sua alegação, Quinn revelou um email enviado por Schiller para a sua equipe em que dizia que eles teriam trabalho para reverter a situação e destacava um texto do Wall Street Journal intitulado “Has Apple lost its cool to Samsung?” (algo como “Terá a Apple perdido sua sofisticação para a Samsung?”).

(Fonte da imagem: Reprodução/The Verge)

Obsessão

Quinn afirma que o chefe de marketing da Maçã ficou obcecado com a campanha, chegando até mesmo a cogitar, em um email mandado para o CEO Tim Cook, mudar para outra agência de propaganda que não fosse a TBWA\CHIAT\DAY, com quem trabalhavam habitualmente. O advogado acrescenta que o assunto chegou a ser discutido até mesmo em reuniões do conselho da empresa.

Schiller será a primeira testemunha convocada pela Apple assim que ambas as companhias terminarem suas afirmações iniciais no julgamento, que deve durar pelo menos até o final deste mês. A empresa da Maçã está solicitando US$ 2 bilhões por danos sofridos, ao que a Samsung rebateu com um pedido de mais de US$ 6,9 milhões.

Cupons de desconto TecMundo: