Em janeiro de 2013, outra fatalidade acometeu a empresa. (Fonte da imagem: Reprodução/Gizmodo)

O vazamento de dióxido de carbono em uma fábrica da Samsung matou um dos funcionários da companhia sul-coreana nesta semana. De acordo com a agência de notícias Yonhap News, o acidente aconteceu em uma das sedes do sul de Seul (Coreia do Sul).

Também conforme relatado pela agência, um mau funcionamento nos sistemas de segurança contra incêndios teria sido responsável pela tragédia. Após incorretamente detectar fogo em um dos setores da fábrica, o mecanismo de proteção liberou gás carbônico, asfixiando assim um homem de 52 anos que trabalhava no local.

Esta não é a primeira fatalidade que acontece em uma das fábricas da Samsung. Em janeiro de 2013, um vazamento de ácido fluorídrico em uma sede especializada em semicondutores da companhia deixou um trabalhador morto e quatro feridos – na época, uma advertência oficial e uma multa de US$ 1 mil foram as punições recebidas pela companhia.

Em maio do ano passado, um acidente semelhante aconteceu: três funcionários da fábrica de Hwaseong (Coreia do Sul) foram vítimas de exposição a ácido fluorídrico diluído. A Samsung confirmou nesta quinta-feira (27) através de seu site oficial que “vai trabalhar para que acidentes assim não aconteçam novamente”.

Cupons de desconto TecMundo: