(Fonte da imagem: Divulgação/Apple)

Desde 2011, a Samsung tenta impedir a venda de iPads e iPhones em vários países por violação de patentes – sendo que a própria Apple processa a rival por outros casos de plágio. Alguns modelos antigos até foram proibidos de serem comercializados nos EUA durante algum tempo, mas a questão é complexa e toma caminhos diferentes a cada novo julgamento.

O mais novo capítulo dessa história vem da Coreia do Sul, terra natal da Samsung. Ao contrário do que se poderia esperar, entretanto, a decisão foi desfavorável aos conterrâneos: uma corte de Seul rejeitou a acusação de que o iPhone e o iPad violam três patentes da outra fabricante.

Segundo o juiz responsável, as tecnologias que a Samsung afirma que foram roubadas poderiam ter sido facilmente desenvolvidas graças às patentes da própria Apple, sem a necessidade de cópia. Por conta dessa decisão, não há nenhum tipo de proibição para a venda de produtos da Maçã no país asiático.

As patentes em questão são a função multitarefas que não permite que a mensagem digitada seja apagada caso você troque de app, o uso do touchscreen para acessar a caixa de notificações e as mensagens de lá e uma função do iMessage que une recados curtos de um mesmo destinatário. "Nós estamos satisfeitos porque a corte sul-coreana uniu-se a outras ao redor do mundo em apoio à verdadeira inovação, rejeitando as acusações ridículas da Samsung", disse um porta-voz da Apple. É possível que a fabricante recorra da decisão.

Cupons de desconto TecMundo: