(Fonte da imagem: Thinkstock)

A série de processos sobre o uso de patentes entre Apple e Samsung esfriou um pouco, mas as companhias ainda sentem vários efeitos dessa verdadeira guerra por propriedades intelectuais. Agora, um juiz da divisão norte-americana de San José, na Califórnia, emitiu uma ordem que pode causar dores de cabeça para a companhia sul-coreana, que teria vazado documentos secretos da rival e que pode receber uma grave punição.

As duas empresas estão em disputa desde 2012 e, como prova em um dos processos, a Apple enviou à rival cópias de licença de patentes que envolviam companhias como Nokia, Sharp, Ericsson e Phillips. O problema é que a Samsung teria "deixado vazar" esses documentos para um número relativamente alto de advogados e funcionários, além de utilizá-los como vantagem em negociações de mercado.

A acusação é grave: os documentos são confidenciais e só deveriam ser mostrados a quem está envolvido diretamente no caso. O juiz Paul Grewal teve acesso aos tais documentos e, depois de analisá-los, identificou a existência da brecha e pediu uma punição para a Samsung.

A fabricante confirmou que "não seguiu o protocolo correto", mas pediu desculpas e disse que tudo isso não passou de "uma revelação involuntária". Em dezembro, uma audiência com a Samsung deve determinar se haverá ou não uma nova pena.

Cupons de desconto TecMundo: