Os internautas da Turquia estão novamente sem acesso ao Twitter e ao YouTube, de acordo com uma reportagem publicada nesta segunda-feira (6) pela agência de notícias Reuters. De acordo com a matéria, o governo turco resolveu bloquear as redes sociais para evitar o compartilhamento de uma foto que exibe um promotor morto por militantes de extrema-esquerda.

Inicialmente, o bloqueio também englobava o Facebook, mas representantes do serviço no país decidiram colaborar com as autoridades turcas e apagar esse conteúdo indesejado. Com isso, o site não foi vítima desse bloqueio. Depois de ter seu acesso cortado, o Twitter também resolveu atender os pedidos do governo e deve ser liberada nas próximas horas. Já a Google ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Vale lembrar que esta não é a primeira vez que a Turquia impede que seus cidadãos acessem algumas redes sociais. Tanto o Twitter quanto o YouTube foram exilados do país durante um bom tempo em 2014, quando internautas começaram a repassar fotos e áudios relacionados a um escândalo de corrupção envolvendo o primeiro-ministro turco. 

Cupons de desconto TecMundo: