TikTok: usuários poderão restringir lives para o público adulto

1 min de leitura
Imagem de: TikTok: usuários poderão restringir lives para o público adulto
Imagem: Shutterstock
Avatar do autor

Nesta terça-feira (5), o TikTok anunciou que está testando permitir que usuários restrinjam suas lives para usuários maiores de 18 anos. A novidade foi confirmada ao site TechCrunch e está em fase de teste com perfis selecionados.

As capturas de tela do recurso foram compartilhadas pela empresa de produtos inteligentes, Watchful.ai, onde um novo botão “mature themes”, ou “temas maduros” em tradução direta, foi adicionado as configurações para Lives no aplicativo.

Ao selecioná-lo, a sua transmissão será restringida ao público maior de idade. No entanto, o TikTok avisa que, mesmo que o seu conteúdo esteja sendo direcionado para a audiência correta, ele ainda poderá ser retirado do ar caso viole as Diretrizes da Comunidade, que incluem nudez, atividade sexual e violência.

Capturas de tela do recurso em teste (Fonte: Watchful.ai/TechCrunch/Reprodução)Capturas de tela do recurso em teste (Fonte: Watchful.ai/TechCrunch/Reprodução)Fonte:  Watchful.ai 

Como observado pelo TechCrunch, o novo recurso não foi projetado para que os usuários publiquem conteúdo adulto no TikTok, mas para impedir que menores acessem conteúdos voltados para outro público-alvo, gerando desconforto ou desinteresse.

Segundo a empresa, seus próprios criadores de conteúdo disseram ter interesse em atingir um público mais velho específico, seja para tratar de assuntos considerados mais “chatos”, como dicas sobre o mercado de trabalho, ou para relatar experiências de vida muito difíceis e delicadas.

Problemas com conteúdos inadequados

O TikTok vem sofrendo muita represália devido à falta de um filtro efetivo na plataforma. A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) abriu um processo contra a empresa para investigar o seu nível de “proteção contra conteúdos nocivos”. No Brasil ainda corre outro processo em segredo de justiça, que acusa o TikTok de violar o Estatudo da Criança e do Adoslecente (ECA).

Em uma nota sobre o primeiro caso, a empresa diz: “A segurança da comunidade do TikTok é nossa maior prioridade e temos políticas, processos e tecnologias robustas para ajudar a proteger todos os usuários, principalmente os nossos membros mais jovens”.

Você sabia que o TecMundo está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.