Elon Musk oferece US$ 5 mil para bot não rastrear seu jato pessoal

1 min de leitura
Imagem de: Elon Musk oferece US$ 5 mil para bot não rastrear seu jato pessoal
Imagem: WikiCommons/Daniel Oberhaus/Reprodução
Avatar do autor

Elon Musk está oferecendo US$ 5 mil para desativar um bot do Twitter (@ElonJet) que rastreia seus voos ao redor do mundo em tempo real. Jack Sweeney, um garoto de 19 anos, é com quem Musk está negociando, já que ele é o responsável por desenvolver o código que acompanha o jato pessoal do CEO da Tesla. No momento, a conta está com mais de 94 mil seguidores na rede social.

Como apurado pelo Protocol, Musk entrou em contato com Sweeney pelas mensagens diretas do Twitter e pediu que o garoto desativasse o bot, pois estava visivelmente preocupado. "Eu não amo a ideia de ser baleado por um maluco", disse na conversa.


O bilionário ofereceu os US$ 5 mil para excluir a conta, impedindo que “loucos” rastreassem a localização. Sweeney pediu que o empresário adicionasse mais um zero na oferta, justificando que 50 mil dólares o ajudariam na faculdade e, possivelmente, permitiriam que ele comprasse um carro. "Talvez até um Model 3”, disse o dono do bot.

A conversa termina com Musk dizendo que pensaria na contraproposta, mas, até agora, nada foi definido e a conta continua ativa no Twitter. Sweeney diz que, por conta do bot, aprendeu a codificar e até conseguiu um emprego de meio período como desenvolvedor de aplicativos. Fã de Elon Musk, o garoto pode até conversar com seu ídolo.

O perfil @ElonJet é uma das 15 contas de rastreamento de voos que Sweeney criou para acompanhar celebridades da tecnologia como Bill Gates e Jeff Bezos. As contas são administradas por bots que ele programou para cruzar informações de dados públicos (apesar de alguns voos particulares serem protegidos) e postar toda vez que um desses jatos decola ou pousa.