Instagram e Facebook só terão mensagens criptografadas em 2023

1 min de leitura
Imagem de: Instagram e Facebook só terão mensagens criptografadas em 2023
Imagem: Shutterstock
Avatar do autor

Há algumas semanas, o Facebook foi acusado de priorizar a divulgação de conteúdos relacionados a ódio na rede social e, por isso, anunciou algumas mudanças. A encriptação de mensagens é uma delas e estava prevista ser aplicada em 2022, mas a companhia já anunciou que a atualização vai chegar somente em 2023.

Atualmente, a Meta já usa criptografia de ponta a ponta no WhatsApp, mas a atualização chegaria também para o Messenger e Instagram em 2022 —  já existe um tipo de criptografia de vídeo e áudio no Messenger.

Apesar de a encriptação ser uma segurança para muitos usuários, também existem pedidos para a empresa abandonar a atualização, já que isso poderia prejudicar a resolução de crimes.

Criptografia pode ajudar e atrapalhar

A Sociedade Nacional para a Prevenção da Crueldade contra Crianças (NSPCC), por exemplo, acredita que a encriptação de ponta a ponta pode ajudar criminosos, já que evita que autoridades policiais possam visualizar os conteúdos das mensagens. Segundo a organização, as mensagens são a linha de frente dos abusadores infantis, por isso criptografar pode ser uma má ideia.

Para detectar mensagens de possíveis abusadores, serão analisados dados não criptografados, informações de conta e relatórios de usuáriosPara detectar mensagens de possíveis abusadores, serão analisados dados não criptografados, informações de conta e relatórios de usuários.Fonte:  Shutterstock 

"Como uma empresa que conecta bilhões de pessoas ao redor do mundo e desenvolveu tecnologia líder do setor, estamos determinados a proteger as comunicações privadas das pessoas e mantê-las seguras online", revelou a diretora global de segurança da Meta, Antigone Davis.

Em resposta ao medo da criptografia, Davis também disse que o Instagram e Messenger serão capazes de detectar mensagens de abusos, como o WhatsApp já fez ao entregar relatórios sobre abuso infantil às autoridades.