Instagram Shop pode ganhar espaço para anúncios em breve

1 min de leitura
Imagem de: Instagram Shop pode ganhar espaço para anúncios em breve
Imagem: Atlantic BT/Reprodução
Avatar do autor

O Instagram segue investindo na aba dedicada ao comércio eletrônico: o Instagram Shop. Assim como aconteceu com o recurso Reels, a rede social iniciou os testes de um novo produto de publicidade que será atrelado a guia de e-commerce.

Os experimentos vão ocorrer com anunciantes selecionados dos EUA antes da expansão para outros mercados nos próximos meses. Marcas como Fenty Beauty, Donny Davu e JNJ Gifts testarão a ferramenta e fornecerão feedbacks para a empresa.

Instagram Shop chegou a plataforma em novembro de 2020.Instagram Shop chegou a plataforma em novembro de 2020.Fonte:  Instagram/Divulgação 

Como outros produtos de publicidade do Instagram e do Facebook, os anúncios da área Shop serão vendidos em um modelo baseado em leilão. Dessa forma, quanto maior o investimento, maior será a exposição da marca.

O número de anúncios visualizados pelo consumidor será baseado em como as pessoas usam a rede social e quantos usuários acessam a ferramenta para compras. A empresa planeja monitorar o “sentimento” do consumidor e equilibrar anúncios e conteúdo.

No formato de imagens únicas ou carrossel, as peças de publicidade serão veiculadas somente em celulares e tablets. Isso porque o Instagram Shop é um recurso exclusivo para dispositivos móveis.

Mesmo presente na barra de navegação, a guia é ignorada por vários usuários.Mesmo presente na barra de navegação, a guia é ignorada por vários usuários.Fonte:  Social Walls/Reprodução 

Adição polêmica

Lançado em novembro de 2020, o Instagram Shop é uma das ferramentas mais controversas do app nos últimos anos. Em primeiro lugar, o segmento para comércio eletrônico substituiu a popular aba “Atividade” na barra de navegação inferior.

Além disso, muitos usuários acreditam que o recurso fez a plataforma parecer mais comercial do que no passado. Tal como, as pessoas acreditam que o Instagram está se distanciando da proposta de ser uma rede de compartilhamento de fotos.