Twitter vai remover postagens que negam Holocausto

1 min de leitura
Imagem de: Twitter vai remover postagens que negam Holocausto
Imagem: Mateusz Slodkowski/Getty Images
Avatar do autor

Uma porta-voz do Twitter declarou ao canal Bloomberg que a rede social passará a remover da plataforma qualquer tipo de postagem que negue o Holocausto. A decisão ocorre dois dias após o Facebook adotar a mesma política.

Embora a negação de eventos violentos não figure explicitamente nas políticas de conduta odiosa do Twitter, a porta-voz afirmou que “tentativas de negar ou diminuir” episódios de violência, entre os quais o Holocausto se inclui, seriam removidos com base em interpretação da política da empresa.

Essa interpretação interna não é nova, segunda a porta-voz, que destacou no comunicado: “Condenamos veementemente o antissemitismo, e a conduta odiosa não tem absolutamente nenhum lugar em nosso serviço”.

Seguindo o Facebook

Fonte: Focus/ReproduçãoFonte: Focus/ReproduçãoFonte:  Focus 

Na segunda-feira (12), também o Facebook anunciou que irá bloquear postagens que negam o Holocausto, episódio histórico que descreve o extermínio sistemático de 6 milhões de judeus pelos nazistas e seus aliados durante a Segunda Guerra Mundial.

A decisão da empresa, agora seguida pelo Twitter, contraria a posição do CEO Mark Zuckerberg, que defendeu esse tipo de postagem “para proteger a liberdade de expressão”.

Porém, o Facebook mudou de ideia, após a liberação de um estudo revelar que quase um quarto da população adulta dos Estados Unidos entre 18 e 39 anos pensava que o Holocausto era exagerado ou mesmo apenas um mito.

Twitter vai remover postagens que negam Holocausto