Twitter mudará corte automático de fotos após acusação de racismo

1 min de leitura
Imagem de: Twitter mudará corte automático de fotos após acusação de racismo
Imagem: Unsplash
Avatar do autor

O Twitter vai mudar a maneira como o seu sistema de corte automático de imagens funciona, depois que a ferramenta baseada em aprendizado de máquina foi acusada de racismo por vários usuários.

Em comunicado publicado no blog da empresa  nesta quinta-feira (1º), o diretor de tecnologia do Twitter Parag Agrawal admitiu que a inteligência artificial utilizada para o corte de fotos apresenta um problema em potencial. De acordo com ele, evidências de preconceito racial ou de gênero não foram detectadas durante os testes do recurso, mas agora a empresa está ciente da falha.

Para corrigi-la, a plataforma afirma estar realizando testes mais rigorosos e trabalhando em maneiras de melhorar o serviço. A ideia é seguir o princípio “o que você vê é o que você obtém”, disponibilizando novas opções de recorte de imagens e visualização da aparência delas, na hora de anexar uma foto ao tweet.

O corte feito pelo algoritmo possibilita usar várias imagens em um mesmo tweet.O corte feito pelo algoritmo possibilita usar várias imagens em um mesmo tweet.Fonte:  Unsplash 

No texto, também assinado pelo chefe de design do microblog Dantley Davis, a companhia revelou que diminuirá a dependência do recurso, dando aos usuários um maior controle sobre como as imagens aparecem na plataforma. Apesar disso, a ferramenta algorítmica ainda poderá entrar em ação, em casos como o uso de fotos fora do tamanho padrão do serviço.

Sistema é utilizado desde 2018

Introduzido em 2018, o corte automático de imagens do Twitter usa uma rede neural que prevê onde uma pessoa média olharia primeiro ao visualizar uma foto. A partir daí, é feito o corte, evitando que as imagens ocupem muito espaço no feed.

Em meados de setembro, muitos usuários começaram a reclamar da ferramenta, alegando que ela sempre seleciona rostos de pessoas brancas nas fotos, mesmo em meio a uma maior quantidade de pessoas negras.

Apesar de estar trabalhando em melhorias na ferramenta, o Twitter não revelou quando as mudanças serão lançadas.

Twitter mudará corte automático de fotos após acusação de racismo