Facebook marcou posts legítimos sobre o Coronavírus como spam

1 min de leitura
Imagem de: Facebook marcou posts legítimos sobre o Coronavírus como spam
Fonte: https://pixabay.com/pt/illustrations/facebook-meios-de-comunica%C3%A7%C3%A3o-sociais-1905890/
Avatar do autor

Nesses últimos dias, depois que o Facebook dispensou parte de seus funcionários para trabalhar de casa, vários usuários começaram a reclamar que suas publicações estavam sendo marcadas como spam e removidas da rede social, sem maiores explicações. Isso acontecia com notícias de vários assuntos, incluindo as sobre o Coronavírus, provenientes de fontes de informação seguras. No momento, a situação já foi normalizada.

Culpa do bug

Após vários usuários da rede se manifestarem via Twitter, o vice-presidente de integridade do Facebook, Guy Rosen, fez uma publicação explicando que a empresa já tinha conhecimento do problema e estava trabalhando para resolvê-lo. Segundo Rosen, a falha era resultado de um bug no sistema anti-spam automático do Facebook, e não tinha relação com possíveis equívocos cometidos por moderadores humanos.

Notificações do Facebook informando sobre as publicações marcadas como spam. (Fonte: Twitter/Josh Russel/Reprodução)Notificações do Facebook informando sobre as publicações marcadas como spam. (Fonte: Twitter/Josh Russel/Reprodução)Fonte:  Twitter/Josh Russel 

O fato é que o Facebook havia solicitado aos moderadores para não comparecer aos escritórios, mas depois não os autorizou a trabalhar de casa, devido a questões de privacidade com documentos da companhia. Sendo assim, foi necessário deixar toda a moderação das publicações sob responsabilidade das ferramentas automáticas.

Todas as publicações com links para notícias dos sites BuzzFeed News, Politico, Atlantic e as notícias sobre o Coronavírus do Sydney Morning Herald foram marcadas como spam e removidas.

Bug resolvido

Na terça-feira (17) à noite, Rosen publicou que o bug havia sido resolvido e que todas as publicações que tinham sido deletadas foram restauradas.

No início do ano, a rede social divulgou que iria se esforçar para combater a disseminação de notícias falsas, incluindo as publicações sobre teorias da conspiração, que propagam informações sem embasamento científico sobre diversos assuntos. No entanto, no final de fevereiro, uma notícia falsa atribuindo o Coronavírus ao 5G atingiu milhares de usuários no Facebook, sem que a moderação do site entrasse em ação.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Facebook marcou posts legítimos sobre o Coronavírus como spam