Site extremista tem informações vazadas e revela identidade de neonazistas

1 min de leitura
Imagem de: Site extremista tem informações vazadas e revela identidade de neonazistas
Avatar do autor

Um hacker anônimo vazou informações anteriormente contidas no antigo site neonazista Iron March, uma espécie de rede social para usuários que se consideravam fascistas, potencialmente revelando a identidade de centenas de extremistas por todo o mundo.

As informações foram compartilhadas em uma página de arquivo online pelo hacker conhecido apenas como "antifa-data" e contém, além de todas as publicações do site, os nomes, e-mails registrados, endereços de IP e mensagens privadas de vários usuários cadastrados.

Algumas das mensagens parecem sugerir que alguns dos assocados faziam parte das forças armadas de diferentes países, a maioria dos Estados Unidos.

Foto editada de integrantes do grupo extremista. (Fonte: SPL Center/Reproduçao)

O grupo esteve muitas vezes vinculado a homicídios e atos terroristas e ainda outros sites e comunidades, como a Atomwaffen Division (AWD) e Antipodean Resistance. Em maio de 2017, Devon Arthurs, ligado à AWD, assassinou seus dois colegas de quarto em Tampa, Flórida, onde a polícia encontrou livros neonazistas, explosivos e materiais radioativos.

Adicionalmente, James Alex Fields – um dos apoiantes do Vanguard America, outro grupo associado ao Iron March – foi responsável pela morte de uma pessoa durante a marcha "Unite the Right" em Charlottesville nos Estados Unidos quando dirigiu em direção de múltiplos protestantes em agosto de 2017.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Site extremista tem informações vazadas e revela identidade de neonazistas