WhatsApp anunciou, por meio de sua seção de perguntas e respostas, que a partir de dezembro deste ano irá tomar medidas judiciais contra quem enviar mensagens automáticas ou em massa pelo aplicativo.

Por meio do Termo de Serviço, a empresa esclarece que seus produtos não foram projetados para enviar este tipo de mensagem, mesmo nos perfis WhatsApp Business e WhatsApp Business API. Assim, quem violar a regra poderá responder legalmente pelo ato e ter sua conta banida.

A punição se estende a quem ajudar terceiros a burlarem as regras do aplicativo de mensagens. “O WhatsApp tomará medidas legais contra quem auxiliar a terceiros a violarem nossos Termos de serviços com práticas abusivas, como envio de mensagens em massa ou automatizadas, ou com a utilização comercial, mesmo que essas informações sejam disponibilizadas para nós fora da plataforma”, afirma a empresa.

Combate a desinformação

A iniciativa é uma forma de contribuir para o combate a disseminação de informações falsas ou que tenham cunho discriminatório. Em janeiro, a empresa anunciou que só seria possível reenviar uma mensagem para cinco pessoas ao mesmo tempo, agora o aplicativo declara de vez a guerra contra a disseminação de mensagens em massa, acionando recursos jurídicos se necessário.

A medida será colocada em prática a partir do dia 7 de dezembro de 2019.

Cupons de desconto TecMundo: