Mais de 200 milhões de usuários do Facebook informam que estão solteiros no perfil da rede social e a empresa de Mark Zuckerberg quer investir nesse mercado com a criação da sua própria versão do Tinder. Com o nome de Facebook Dating, a nova função foi finalmente liberada para ser testada por quem não é funcionário da companhia, embora inicialmente ela esteja disponível apenas na Colômbia.

A partir desta quinta (20), usuários do Facebook no país podem criar um perfil na seção dedicada a namoros da rede. Por enquanto, não será possível curtir ou conversar com outras pessoas, apenas registrar seu nome, adicionar fotos e fazer uma seleção de interesses. O Facebook disse que vai liberar as outras funções quando tiver um número suficiente de perfis registrados.

Mas a rede social quer se diferenciar dos aplicativos mais conhecidos dessa área, como o próprio Tinder. Ao que tudo indica, a ideia é competir diretamente com os serviços de empresas como a OKCupid, mais focados na busca por relacionamentos duradouros e não encontros casuais, algo que foi admitido anteriormente pelo próprio Zuckerberg.

Um print.Interface do Facebook Dating mostrando o perfil de um usuário com suas fotos e interesses.

Diferentemente do Tinder, o Facebook Dating não mostra uma lista infinita de pessoas para que você rejeite ou aceite todo mundo que aparecer pela frente. Nele, o usuário navega pelos perfis e, quando desejar demonstrar interesse, deve mandar uma mensagem necessariamente relacionada a algum assunto ou foto publicada pela pessoa.

Para evitar casos de abuso ou assédio, não é possível enviar imagens dentro da plataforma. A empresa também deixou claro que o perfil do Facebook Dating é separado do seu perfil principal, apesar de o novo serviço existir apenas dentro do aplicativo do Facebook para Android e iOS. Seus amigos na rede também não devem aparecer como possíveis parceiros.

Segundo a rede social, a escolha da Colômbia como o primeiro país para o lançamento da ferramenta se deve ao fato de ser uma nação com 30 milhões de usuários ativos do Facebook e poucos centros urbanos grandes, o que facilita a análise de dados durante os testes. Além disso, a América do Sul é uma região que aceitou bem a cultura de procurar pretendentes online.

Por enquanto, não há previsão para que os colombianos possam começar a ver outros perfis no Facebook Dating ou mesmo para que a ferramenta seja lançada em outros países.

Cupons de desconto TecMundo: