Pois é, o novo capítulo da disputa de lançamentos envolvendo o Facebook e o Snapchat é sobre a realidade aumentada, em que uma plataforma utilizou o recurso e a outra já o incorporou logo em seguida. Se você esteve antenado, deve ter ficado sabendo do lançamento do recurso World Lenses no Snapchat, que trazia realidade aumentada para as já presentes “lentes” da rede social. Ao ativá-lo com a câmera traseira do celular, é possível colocar flores, arco-íris e outros itens diferentes na imagem. 

Contudo, o Facebook lançou um recurso bem semelhante também, e exatamente no mesmo dia. No caso da rede social de Mark Zuckerberg, o efeito é chamado de “World Effects”, e funciona de um jeito que lembra bastante o do Snapchat: ao abrir a câmera do Messenger, é possível adicionar efeitos como um coração flutuante na cabeça da pessoa que está aparecendo na foto, um robô que dança jazz e outros itens. Também estão disponíveis algumas palavras curtas e simples, como “love”, “heart” e “miss you”. 

Como o recurso é bem novo, ainda não há muitas opções de personalização disponíveis. Assim, a ideia do Facebook é incorporar o trabalho de desenvolvedores, para que haja mais filtros de realidade aumentada prontos para serem utilizados. Já pensou em como seria bacana, por exemplo, poder usar filtros de realidade aumentada baseados em geolocalização?

Mas e depois? 

Essa não é a primeira vez que o Facebook tem a sacada de já lançar um recurso logo depois do Snapchat soltá-lo para o público; basta lembrar de que a rede social do fantasminha foi a primeira a utilizar as imagens que somem depois de um tempo determinado. Depois, vimos uma onda de Stories aparecendo em todas as redes sociais de Mark Zuckerberg: Instagram, WhatsApp e, claro, o próprio Facebook. 

O recurso ainda está sendo liberado aos poucos para os usuários, mas é bem provável que você irá logo conseguir colocar animações de realidade aumentada nas suas imagens feitas com o Messenger. 

 

Apesar do cenário otimista que o lançamento do recurso está trazendo, uma dúvida fica no ar: será que os usuários vão curtir a novidade? Basta ver o desenvolvimento do Messenger até o momento, que ainda está se esforçando para conseguir encontrar uma base sólida de usuários – ao contrário do que ocorreu no Instagram Stories, que caiu no gosto do público rapidamente.

Cupons de desconto TecMundo: