Sabe aqueles artigos postados no Facebook que têm um ícone de um raio e abrem assim que você toca na tela? Eles são os Instant Articles e a rede social, que já vinha flertando com a ideia de promover conteúdo pago dessa forma, vai testar nas próximas semanas um modelo de assinatura nos Estados Unidos e na Europa, apenas nos dispositivos móveis Android.

Novidade por enquanto fica apenas nos Estados Unidos e na Europa

A plataforma já havia adiantado que poderia explorar o material com paywall em julho e confirmou em agosto. As companhias de mídia selecionadas foram Bild, The Boston Globe, The Economist, The Houston Chronicle, The San Francisco Chronicle, La Repubblica, Le Parisien, Spiegel, The Telegraph, Tronc (The Baltimore Sun, The Los Angeles Times e The San Diego Union-Tribune) e The Washington Post.

Instant Articles Facebook

“Isso é o resultado direto de um trabalho que estamos fazendo por meio do Projeto de Jornalismo do Facebook. Estamos ouvindo as empresas de notícias do mundo todo para entender melhor suas necessidades e metas e colaborando de uma forma próxima com o desenvolvimento de novos produtos, desde o início do processo”, explica a companhia, em comunicado.

Como vai funcionar

Os testes iniciais vão oferecer dois modelos de de paywall nos Instant Articles: a assinatura de 10 artigos — com possíveis variações nessa quantidade e extensões — e o pagamento freemium, ou seja, os editores poderão definir quais seções estarão bloqueadas.

Receita média dos anúncios dos Instant Articles aumentou mais de 50% neste ano

Quando uma pessoa não cadastrada estiver conferindo um conteúdo especial, o Facebook vai oferecer o plano e experimentar também um botão de “Assinar”, ao invés do “Curtir”, no canto direito de cada texto. O cadastro será todo redirecionado paras as páginas das companhias de mídia, que ficarão com 100% da verba vinda desse processo. O relacionamento com os leitores também ficará a cargo dessas empresas.

Instant Articles Facebook

A rede social também afirma que vem trabalhando em maneiras de monetizar o formato com anúncios. Segundo levantamento da companhia, somente neste ano a receita média por página aumentou mais de 50% e os artigos instantâneos paga mais de R$ 1 milhão por dia via distribuição Audience Network.

Por que somente no Android?

De acordo com o Recode, a Apple cobra até 30% sobre o dinheiro arrecadado com as vendas embutidas em seus apps. A assinatura dos Instant Articles do Facebook nas páginas das empresas, fora da plataforma social, vai contra as regras da Maçã, que até vem avaliando a possibilidade de permitir o modelo testado para aumentar o tráfego.

A novidade por enquanto não está disponível no Brasil e não há data prevista para o término da experiência. A rede de Zuckerberg pretende, em um primeiro momento, avaliar a aceitação nos Estados Unidos e na Europa e somente conferir o feedback em outros ares. “Assim como outros produtos criados pelo Facebook, vamos observar como as pessoas respondem a essa nova experiência e trabalhar com parceiros para analisar, aprender e interagir ao longo do tempo. Esperamos expandir o teste para mais parceiros no futuro.”

Cupons de desconto TecMundo: