Um estudo trazido pela Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getulio Vargas (FGV/DAPP) afirma que o país está cada vez mais cheio de bots no Twitter, e que esses vêm sendo usados desde as eleições de 2014 para manipular debates na rede social e até difamar políticos – basicamente, tudo aquilo que já víamos fora do mundo digital.

Em números, o uso dos bots teve um crescimento considerável nos últimos três anos. Nas eleições presidenciais de 2014, por exemplo, esses robôs geraram mais de 10% do debate em torno do evento; já na greve geral que ocorreu em abril de 2017, o número cresceu para 20%. Uma vez que muitos dos bots conseguem de disfarçar de humanos online, fica ainda mais fácil de que as pessoas sejam “enganadas” por eles.

Os dados, de fato, não são tão novidade assim. Alguns talvez se lembrem de que, ainda em julho, uma pesquisa semelhante feita pela Universidade de Oxford também apontou que redes sociais estão cheias de bots, sendo que o Brasil os utiliza para atacar políticos com frequência. Estes surgiram justamente nos últimos anos, devidos aos escândalos que vêm ocorrendo no país.

Com isso, visto que estamos prestes a entrar em mais um ano eleitoral, é bom se preparar para investidas ainda maiores desse tipo de tecnologia. Infelizmente, você é quem vai ter que ser capaz de reconhecer quais deles são reais ou não – e para que lado eles querem nos manipular.

Cupons de desconto TecMundo: