De uns anos para cá, o mercado parece estar cada vez mais preparado para receber de braços abertos a realidade virtual. Ao mesmo passo que os consumidores estão ávidos para experimentar a novidade, empresas andam se esforçando para que a experiência dos consumidores seja a mais fluida e confortável possível com os óculos dedicados à tecnologia. Enquanto o fator portabilidade é uma preocupação real para várias das grandes fabricantes, uma startup que fazer com que seja possível levar o mundo virtual no seu bolso.

A evolução e miniaturização das peças nesse setor é bastante clara se olharmos a sequência de gadgets liberados ao público – ou a serem disponibilizados em suas versões finais no futuro próximo. O Oculus Rift, atualmente do Facebook, é consideravelmente portátil para um aparelho tão poderoso, mas ainda é um trambolhão, principalmente se compararmos ao Gear VR, da Samsung. O projeto Cardboard, da Google, então, reduz consideravelmente o tamanho e os custos, permitindo que ainda mais pessoas tenham acesso à brincadeira.

Apesar disso, nem os óculos de papelão da Gigante das Buscas podem ser guardados com muito conforto em um jeans ou camisa, não é? Pensando nisso, a Quantum Bakery – formada por ex-funcionários da Google, NVIDIA e outras companhias de grande porte no setor – resolveu criar o Figment VR, que é nada menos que um case de proteção para celulares com um recurso de realidade virtual integrado. Por enquanto, o equipamento está sendo desenvolvido especialmente para os iPhones das linhas 6 e 6s – e suas versões Plus, claro.

Engenharia criativa

O produto, além de envolver completamente as laterais e a traseira dos dispositivos da Apple, possuiu um mecanismo avançado que destaca uma parte da capinha para formar um visor com a distância e configurações ideais para aproveitar conteúdos produzidos para Google Cardboard, vídeos 360 graus do YouTube e Facebook e outros aplicativos similares. Formado por 30 diferentes peças – entre itens de plástico e de metal de alta resistência – o conjunto exige apenas que o usuário pressione dois botões para se aventurar pela realidade virtual.

O sistema faz com que um kit formado pela haste de alumínio e as lentes características dos óculos voltados para a tecnologia se posicionem à frente da tela do smartphone, formando um aparelho pronto para VR ou realidade aumentada em cerca de um segundo. Ah, e não precisa ficar preocupado se você gosta de ter seu celular sempre estiloso e funcional, já que a capa realmente protege o telefone e dá acesso fácil à todas as funções e recursos dele – sem obstruir nada. De quebra, o visor pode ser posicionado para se tornar um apoio versátil.

Como é, quer saber onde comprar essa belezinha? Bem, por enquanto só é possível fazer uma singela contribuição para o projeto, que teve seu início no Kickstarter nesta terça-feira (17). Os criadores do produto estão pedindo US$ 75 mil – cerca de R$ 286 mil – para que o item seja viabilizado, com os 500 primeiros doadores levando uma unidade do Figment VR por US$ 49 (R$ 187), o que se revela uma boa economia, já que o produto final deve custar por volta de US$ 79 (R$ 301).

A boa notícia para quem não tem os iPhones mais recentes é esperar que a campanha atual tenha um sucesso estrondoso. Isso porque Zi Wang, CEO da Quantum Bakery, prometeu versões para aparelhos Android e Windows no futuro dependendo do desempenho da “vaquinha virtual” sendo realizada atualmente. De qualquer forma, qualquer aficionado por tecnologia devia torcer pelo brinquedinho, já que ele parece ser realmente bem interessante e, se der certo, deve viabilizar ainda mais o uso do VR. Alguém contando os dias para testá-lo?

Já imaginou um case que é também óculos de realidade virtual? Ele já existe! Comente sobre o produto no Fórum do TecMundo!

Cupons de desconto TecMundo: