Já estamos na metade de março de 2016, e a espera por grandes opções para o mercado de óculos de realidade virtual continua. Alguns modelos já foram colocados nas lojas de todo o mundo, mas ainda existem muitos outros que devem surgir nos próximos meses. Com novos recursos, preços mais acessíveis ou possibilidades inéditas, eles devem chamar muito a atenção dos consumidores.

Mas quais são os óculos de realidade virtual que devemos ver fazendo sucesso nas lojas durante o ano de 2016? Hoje, nós trouxemos uma lista com sete dos modelos que mais vêm conquistando entusiastas ao longo dos últimos meses. Confira agora mesmo quais são os aparelhos e prepare-se para conhecer o seu próximo sonho de consumo para o mercado de realidade virtual.

1. Oculus Rift

Ele foi iniciado no Kickstarter e depois foi comprado pelo Facebook, foi evoluído e modificado até se tornar um sistema completo de realidade virtual — sendo capaz de imergir os usuários com níveis de interatividade impressionantes. O Oculus Rift tem lentes independentes para cada olho e ainda traz sistemas integrados de áudio... É uma bela experiência, e não há como negar isso.

As primeiras unidades da versão final do aparelho devem ser colocadas no mercado em abril deste ano, sendo que os consumidores early adopters que investiram na versão Kickstarter vão receber uma unidade totalmente gratuita. Vale lembrar que ele exige computadores com hardware bem poderoso para que todas as funções possam ser executadas. Cada unidade do Oculus Rift vai custar US$ 599 (R$ 2.240).

2. HTC Vive

Um aparelho produzido em parceria entre a HTC e a Valve também deve chegar ao mercado durante este ano. Trata-se do HTC Vive, que, além de trazer os óculos de realidade virtual, ainda utiliza controladores especiais para garantir muito mais imersão nas partidas de jogos — sendo que esse é realmente o foco principal do aparelho, graças à influência da Valve no projeto.

O dispositivo já teve as pré-vendas iniciadas no final de fevereiro, mas as primeiras unidades também devem começar a ser entregues somente no mês de abril. Os aparelhos vão chegar às lojas com preço mais alto que o do Rift. Cada Vive custa US$ 799 (R$ 2.989), e ainda não há previsão de chegada ao Brasil.

3. PlayStation VR

Em outubro deste ano, um novo dispositivo para os gamers mais entusiastas deve ser lançado pela Sony. Estamos falando do PlayStation VR, que deve ser completamente integrado ao PS4 — havendo poucas chances de ele ser compatível com computadores, portáteis ou outros consoles disponíveis no mercado.

O dispositivo deve ter tela de 5,7 polegadas e resolução Full HD, trazendo muito mais imersão às partidas executadas pelo console da Sony. Também há a informação de que será obrigatório utilizar o aparelho em conjunto com a câmera PS Eye. De acordo com os rumores mais contundentes, cada unidade do PlayStation VR deve chegar às lojas custando US$ 399 (R$ 1.459).

4. Microsoft HoloLens

Esse dispositivo é uma das grandes apostas da Microsoft para o mercado internacional, e não estamos falando apenas sobre video games. O HoloLens deve ser compatível com muitos dispositivos, permitindo que os consumidores tenham acesso a funções de realidade aumentada com total imersão — em um nível que Bill Gates julga mais complexo do que a realidade virtual.

Os usuários ainda não vão poder comprar o dispositivo neste ano, mas já em março a versão de desenvolvimento será colocada no mercado dos Estados Unidos. O problema é o preço cobrado por cada unidade do dispositivo: US$ 3 mil (R$ 10.975).

5. LG 360 VR

Quando a LG apresentou o G5, mostrou também uma série de dispositivos que funcionariam de maneira totalmente integrada a ele. E um dos destaques ficou por conta do LG 360 VR, um óculos de realidade virtual que se destaca por ser leve e bastante funcional. A fabricante garante que ele tem 1/3 do peso de seus concorrentes e proporciona imagens até 20% mais nítidas.

Ele funciona de um modo bem similar ao Samsung Gear VR, tendo compatibilidade apenas com os dispositivos da própria LG. Um dos destaques fica por conta de um sensor interno, que permite ao sistema saber exatamente quando os óculos estão sendo vestidos, para que as funções de realidade virtual sejam ativadas somente nos momentos certos. O LG 360 VR será colocado nas lojas em abril, mas ainda não há detalhes sobre os preços.

6. Samsung Gear VR

Totalmente integrado aos aparelhos mais recentes da Samsung, o Gear VR permite que os smartphones sejam colocados à frente da estrutura para que conteúdos sejam reproduzidos com mais imersão. Ele pode ser usado para reprodução de vídeos, execução de apps especiais e também para alguns games que podem surgir no decorrer deste ano.

Ele não possui fones de ouvido integrados, por isso é necessário utilizar conectores de áudio diretamente no smartphone. Os óculos de realidade virtual da Samsung já estão no mercado brasileiro e podem ser encontrados por preços que giram em torno de R$ 799 — preço sugerido pela fabricante.

7. Sulon Q

Produzido em uma parceria com a AMD, o Sulon Q é um dispositivo de realidade virtual completamente autônomo, que dispensa computadores de alta potência e smartphones específicos. Ele é construído para rodar na arquitetura do Windows 10 e pode trabalhar com conteúdos de mídia, apps e jogos sem qualquer problema.

Segundo a AMD, o dispositivo funciona com um processador FX-8800P, uma placa de vídeo Radeon R7 e um SSD de 256 GB, além de 8 GB de memória RAM e uma tela em OLED com resolução de 2560x1440 e campo de visão de 110 graus. Ou seja: é como se você usasse um PC vestível em seu rosto.

.....

Qual é o seu óculos de realidade virtual favorito? Comente no Fórum do TecMundo