O ano de 2016 realmente promete revolucionar a tecnologia de VR. A AMD também resolveu entrar nessa onda e lançar o seu próprio dispositivo de realidade virtual e aumentada, que vem para concorrer com as principais apostas do ano: o PlayStation VR, da Sony, o Vive, da HTC e Valve, e o Oculus Rift, da Oculus VR, empresa comprada em 2014 pelo Facebook.

Assim, a AMD, famosa pela fabricação de processadores gráficos e muito mais, anunciou a união com a startup Sulon Technologies para desenvolver o que ganhou o nome de Sulon Q, um headset de realidade virtual e aumentada que garante uma experiência profunda nesse quesito. A diferença dele para os principais concorrentes? O Sulon Q não precisa ser ligado a um computador para funcionar porque ele mesmo é o próprio computador.

Óculos com computador dentro

Segundo informou a AMD, o dispositivo funciona com um processador FX-8800P, uma placa de vídeo Radeon R7, e tudo é controlado pelo sistema operacional Windows 10. Além disso, ele vai trazer um SSD de 256 GB, terá 8 GB de memória RAM e uma tela em OLED com resolução de 2560x1440 e campo de visão de 110 graus. Ou seja: é como se você usasse um PC vestível em seu rosto.

O Sulon Q deverá ter câmeras e sensores que vão gerar um mapa tridimensional do ambiente que ele analisar para criar experiências que misturam a realidade virtual com o mundo real

Outro ponto em que o produto da AMC tenta se destacar, segundo a própria empresa, é no uso do que ela chama de “Spatial Processing Unit” (unidade de processamento espacial), que “combina tecnologias de visão em tempo real e um computador espacial de realidade combinada que fornece mapeamento ambiental imediato e rastreamento de dentro para fora, virtualização dinâmica para fusão de realidade virtual com realidade aumentada e reconhecimento de gestos”.

Criando um novo mundo

Isso significa que o Sulon Q deverá ter câmeras e sensores que vão gerar um mapa tridimensional do ambiente que ele analisar para criar experiências que misturam a realidade virtual com o mundo real, tudo isso sem a necessidade de dispositivos a mais para enviar informações para os óculos, como alguns aparelhos concorrentes fazem. Essa tecnologia ainda está em desenvolvimento e não apresenta o melhor dos desempenhos mesmo entre os outros modelos, portanto eis um desafio que a AMD deve encarar com seriedade para se destacar.

O lançamento [do Sulon Q] está programado para algum momento no final do primeiro semestre de 2016

Segundo a AMD e a Sulon, o lançamento está programado para algum momento no final do primeiro semestre de 2016. A nós, resta apenas esperar para ver se as empresas vão conseguir realmente dar um passo a frente nessa categoria que sequer ganhou espaço entre os consumidores, mas que tem tudo para mudar a maneira como lidamos com tecnologia.

Você acha que os óculos da realidade virtual da AMD vão ser capazes de concorrer com os produtos de outras empresas? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: