Não foram poucas as críticas sofridas pelo Snapdragon 810, o mais recente e potente System-on-a-Chip (Soc) mobile da Qualcomm. Há alguns meses, circula pela indústria a informação de que o processador superaquece com a velocidade dos clocks, causando um aumento anormal de temperatura durante o uso.

Com o Snapdragon 820, que ainda será lançado comercialmente, a ideia é que essa falha seja deixada para trás. Porém, a situação pode se repetir: de acordo com um perfil do Twitter, o novo SoC também superaquece, exatamente da mesma forma que o antecessor.

Na postagem de Ricciolo, que costuma realizar vazamentos e fornecer dicas preciosas aos seguidores, ele afirma que "o Snapdragon 810 e seu sucessor NÃO são diferentes em termos de PROBLEMAS COM CALOR".

A solução? Além de comprar um dispositivo com outro chipset, claro, seria esperar somente por um eventual Snapdragon 830, que resolveria apenas parcialmente a solução. Entretanto, não se sabe até que ponto a informação do sujeito é verdadeira.

Até agora, sabe-se que o Snapdragon 820 utiliza quatro núcleos Kryo com uma velocidade abaixo do esperado, possivelmente para não apresentar o superaquecimento. Aliás, vale lembrar que o problema em si pode nem é só o aumento de temperatura, mas a queda de desempenho que isso acarreta — o chamado throttling.

Para entender o problema do superaquecimento, é preciso fazer uma recapitulação: a Samsung afirmou que ele acontecia, ao contrário da LG e da própria Qualcomm, baseada em benchmarks. Porém, Sony e Xiaomi teriam sido bastante prejudicadas pela situação.

Cupons de desconto TecMundo: