Uma das maiores notícias do ano passado foi o falecimento de Steve Jobs, que mexeu com todo o “mundo” da tecnologia e deixou vários fãs muito tristes. Infelizmente, o ano de 2012 também contou com várias perdas desse gênero, sendo que muitas personalidades importantes no desenvolvimento de produtos tecnológicos acabaram nos deixando.

Em respeito a todas essas pessoas que contribuíram de alguma maneira para construir o mundo que nós conhecemos, o Tecmundo elaborou uma pequena lista, de forma que os feitos dessas personalidades possam ser lembrados — e algumas dessas criações podem estar presentes diretamente na sua vida.

Neil Armstrong

(Fonte da imagem: Reprodução/Hypescience)

Talvez você pense que Neil Armstrong não merece estar nesta lista, afinal de contas, ele não foi um cientista, por exemplo. No entanto, esse astronauta ajudou a desenvolver a tecnologia aeroespacial, fato que o coloca em uma posição de destaque — além de ele ser o primeiro homem a pisar na Lua, é claro.

Armstrong faleceu no dia 25 de agosto, aos 82 anos, em Ohio. Ele tinha problemas no coração e não sobreviveu aos efeitos decorrentes de uma cirurgia.

Eugene Polley

(Fonte da imagem: Reprodução/Novinite)

Se você costuma trocar o canal da sua televisão sem levantar do sofá ou da cama, você deve essa comodidade a um homem chamado Eugene Polley. Ele foi o responsável pela criação do Flash-Matic, que é uma espécie de pai dos controles remotos atuais.

Polley, que era engenheiro e desenvolveu radares na Segunda Guerra Mundial, faleceu aos 96 anos por conta de causas naturais. Ele morava em Illinois, nos Estados Unidos.

Bill Moggridge

(Fonte da imagem: Reprodução/Stanford)

Bill Moggridge foi a mente por trás da criação do Grid Compass, que foi o primeiro laptop do mundo. A grande inovação foi o design chamado de “concha de marisco”, que consiste em uma tela plana que se dobra sobre o teclado — formato que é usado até hoje em computadores portáteis.

Bill chegou a ser criticado pela sua inovação, mas 30 anos depois foi reconhecido e premiado com o Prince Philips Designers Prize. Ele morreu devido a complicações do câncer, no dia 10 de setembro, aos 69 anos.

Jack Tramiel

(Fonte da imagem: Reprodução/NRC)

Se você não conhece esse nome, saiba que Jack Tramiel criou o computador chamado Commodore 64. Essa máquina abriu as portas para PCs realmente pessoais e acessíveis ao público, o que foi uma grande mudança para a época.

Por conta dessa inovação, o Commodore 64 vendeu mais de 20 milhões de unidades — além disso, Tramiel chegou a ser gestor da Atari Corporation. Ele faleceu no dia oito de abril, aos 83 anos, sendo que as causas não foram divulgadas.

Keith Campbell

(Fonte da imagem: Reprodução/TheGuardian)

O cientista escocês Keith Campbell foi um dos responsáveis por uma das primeiras clonagens de animais do mundo — sim, estamos falando da ovelha Dolly. Apesar de não ser o líder da pesquisa, Iam Willmut (o “cabeça” do estudo) já afirmou que ele foi de vital importância para a conclusão do projeto.

Ele faleceu no dia cinco de outubro deste ano, aos 58 anos, sendo que as causas não foram divulgadas.

Joseph Woodland

(Fonte da imagem: Reprodução/Telegraph)

Junto com o seu parceiro de estudos Bernard Silver, Joseph Woodland desenvolveu o famoso sistema de código de barras, que é usado até hoje e permite a identificação de produtos de maneira rápida e eficiente.

Apesar de o projeto ter sido concluído em 1952, demorou cerca de 20 anos para ele ser usado, já que foi necessário esperar para que a tecnologia de leitura óptica se desenvolvesse. Woodland nos deixou em dezembro, aos 91 anos.

Bryce Bayer

(Fonte da imagem: Reprodução/INFO)

Bryce Bayer era considerado um dos pais da fotografia moderna, pois contribuiu de diversas formas para a melhoria da captura de imagens. Sua maior invenção é o Filtro Bayer, que “turbinou” a maneira como as cores eram recebidas pelas câmeras.

Bayer faleceu aos 83 anos, no dia 13 de novembro, vítima de parada cardíaca.

Stanford Ovshinsky

(Fonte da imagem: Reprodução/Evworld)

Stanford Ovshinsky é o responsável pela criação das baterias de níquel-hidreto metálico (NiMh), tecnologia essa que se tornou sinônimo de inovações no uso de energia solar e é utilizada até hoje em carros híbridos e até mesmo mouses.

O mais interessante é que Stanford não conta com um diploma universitário, fato que não o impediu de ter diversas patentes registradas no seu nome.  Ele morreu devido a problemas decorrentes do câncer, no dia 17 de outubro, quando tinha 89 anos.

Menções honrosas

Como diversas pessoas nos deixaram em 2012, nem todas elas cabiam em apenas uma lista. Por conta disso, nós separamos alguns nomes que não poderiam faltar nesta pequena homenagem — e você pode conferi-los abaixo.

  • Eduard Khil, mais conhecido como Mr. Trololo;
  • Sally Ride, primeira mulher norte-americana a ir para o espaço;
  • Ray Bradbury, escritor mundial conhecido pelas suas histórias de ficção científica;
  • Roland Moreno, criador dos cartões com chip, conhecidos como Smart Cards;
  • Eileen Moran, responsável pelos efeitos especiais de grandes filmes, como “O Senhor dos Anéis”, “Avatar” e o “O Hobbit”.

Cupons de desconto TecMundo: