Você comprou um computador novo. E agora? Uma das primeiras preocupações, normalmente, é instalar o Microsoft Office ou um similar.

Se você está nessa situação e não quer pagar pelo pacote da Microsoft, existem várias opções gratuitas. Você pode precisar se adaptar um pouco com as mudanças de interface, mas atualmente os softwares livres para substituir Word, Excel e PowerPoint estão cada vez melhores.

Nessa lista você encontra opções para serem instaladas no computador ou, para quem preferir, alternativas totalmente online — os programas não precisam ser baixados, mas necessitam uma conexão com a internet para serem acessados. Até a própria Microsoft possui opções gratuitas e sem limite de tempo, porém mais simples do que as normais.

1) Microsoft Office Starter

A primeira opção da lista é justamente essa versão simplificada do Word e do Excel. O Office Starter conta com esses dois aplicativos totalmente de graça, porém com as suas funções reduzidas. Pessoas que usam estes programas apenas para escrever textos normais ou criar planilhas simples, no entanto, não vão perder nada com esses cortes.

A diferença mais notável entre a versão paga e Starter do Word é o número de abas de opções no programa: “Revisão” e “Exibição” não estão disponíveis, isto é, você não pode inserir comentários e marcações de correção nos textos do editor. No Excel, além das duas abas mencionadas, “Dados” também não existe – a qual serve para verificar as informações na planilha e ajudar a consertar eventuais erros.

É possível abrir qualquer documento compatível com os programas completos dessa suíte, no entanto. Ou seja, se alguém mandar um arquivo para você que não foi criado na versão Starter do aplicativo, é possível abri-lo mesmo assim e até editá-lo, mas com as limitações dessa versão — ou seja, revisões não são mostradas e nem podem ser adicionadas do modo tradicional.

2) Microsoft Office Online

Ainda para quem pretende ficar nos terrenos da Microsoft mesmo, esta versão online dos aplicativos de edição de texto, planilhas e apresentações de slide são muito boas e completamente online. São webapps bem mais simples do que os reais do Office, porém quebram um bom galho se você não é um usuário avançado.

Além de garantir a edição de documentos a partir de praticamente qualquer computador, uma das principais funções do pacote é permitir o compartilhamento de arquivos com outras pessoas. Dessa forma, a edição se torna colaborativa; ou seja, você e os colegas envolvidos em um mesmo projeto podem alterar informações em um documento simultaneamente para evitar confusões (como haver diferentes versões de um mesmo trabalho).

Embora tenha sido lançado com as funções mais básicas dos serviços mencionados, gradativamente o Microsoft Office Online foi melhorando e ganhando novos recursos. Com a última atualização, em março de 2014, todos os programas receberam mais funções e ficaram um passo mais próximos de serem uma versão online completa.

3) LibreOffice

Um dos maiores competidores da Microsoft nessa área e um dos maiores representantes dos softwares livres é o LibreOffice, uma ferramenta que substitui não apenas Word, Excel e PowerPoint, mas também outras opções de serviços. Ele é uma alternativa, por exemplo, para quem quer desenhar ou criar bancos de dados.

Os aplicativos desse pacote suportam a maior parte dos formatos usados nos editores da Microsoft e da Apple (os programas do iWorks) e possuem uma interface bem parecida com a do Office antigo, antes de ele passar a funcionar no sistema de abas na parte de cima da tela. É possível importar fontes, criar gráficos, tabelas e muito mais, de acordo com o programa que você está usando.

Para criar textos, planilhas e apresentações, essa pode ser a alternativa que você esperava para deixar de usar o Office de maneira ilegal. Os softwares livres estão cada vez mais completos e fáceis de serem usados, com interfaces que fazem com que qualquer pessoa que já usou um editor desse tipo possa aprender a mexer em poucos minutos. Além do Windows, este app está disponível também para o Mac e o Linux.

4) Zoho Work

De todos os pacotes dessa lista, esse é o mais completo em número de aplicativos disponíveis: ele possui 21 serviços disponíveis de graça na nuvem e cobre a maior parte das necessidades de profissionais ou estudantes que trabalham com a criação de documentos.

Naturalmente, substitutos para Word, Excel e PowerPoint existem nessa suíte de ferramentas e são ótimos para quem está procurando uma alternativa para parar de usar o Office. É preciso criar uma conta neste serviço usando um email válido, mas isso serve apenas para organização e para que você possa guardar alguns arquivos na nuvem e abri-los em outro local. Você ganha 5 GB de espaço para isso, gratuitamente.

É possível criar documentos e salvá-los no seu computador usando as mais famosas extensões de arquivos de texto, planilhas e apresentações. Ou, se você precisar, pode abrir qualquer item compatível para editá-lo neste serviço online. Ou seja, se você tem uma conexão com a internet sempre à disposição, esta pode ser a melhor ferramenta para substituir o pacote Office no seu dia a dia.

5) Apache OpenOffice.org

Assim como o LibreOffice, o OpenOffice é bastante famoso no mundo dos softwares livres. Eles foram originados no mesmo projeto, mas acabaram sendo divididos; hoje, se você quiser uma suíte de softwares profissionais para instalar no computador sem pagar nada, pode escolher entre essas duas opções. O OpenOffice tem compatibilidade praticamente total com documentos criados nos programas da Microsoft e tem um visual bem familiar.

Os três principais aplicativos são os substitutos do Word, Excel e PowerPoint e eles trazem opções de layout, configurações visuais avançadas, barras laterais de acesso rápido, compatibilidade visual de templates e muito mais. Todos os programas são abertos em um só — na hora que você acessa o programa existe uma tela para escolher que tipo de ferramenta deseja usar.

Assim como o LibreOffice, você pode usar o Apache OpenOffice.org também no Mac e no Linux gratuitamente e com as mesmas ferramentas do Windows. Todos os arquivos criados em um sistema operacional são facilmente abertos em outro, diminuindo assim os problemas de compatibilidade entre computadores com sistemas diferentes.

6) Google Docs

Apesar de ter migrado para o Google Drive, os serviços de criação de documentos online da Gigante de buscas ainda podem ser chamados de Google Docs. São quatro aplicativos que permitem que você crie documentos de texto, planilhas, apresentações de slides e formulários de pesquisas. O Docs não é tão completo quanto as opções mais notáveis dessa lista (Como o Zoho e o OpenOffice), mas é uma boa alternativa de edição rápida.

A melhor vantagem dele é que os aplicativos estão conectados à sua conta do Google, o que permite abrir rapidamente qualquer documento do seu Drive e editar na nuvem. Outra boa ferramenta é a permissão de edição colaborativa, que se torna mais fácil aqui já que praticamente todo mundo possui uma conta no Google para fazer o login e entrar em um grupo de edição de algum arquivo.

O Google Drive pode ser instalado no computador, porém apenas para acesso rápido aos documentos. Ou seja, para criar e editar os seus arquivos usando este serviço é preciso uma conexão com a internet. Uma vantagem disso é que ele salva tudo instantaneamente e de maneira automática. Ou seja, se a sua conexão cair ou mesmo se o seu computador for repentinamente desligado, tudo fica salvo na nuvem.

Cupons de desconto TecMundo: