Carros elétricos: 5 empresas de celulares de olho nesse mercado

3 min de leitura
Imagem de: Carros elétricos: 5 empresas de celulares de olho nesse mercado
Imagem: Pixabay/Joenomias/Reprodução
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.

Os números de vendas globais de veículos elétricos cresce a cada ano. A Tesla, a montadora mais valiosa do mundo por valor de mercado e líder em vendas de carros elétricos, entregou 936 mil veículos em 2021, quase o dobro do número em 2020.

As principais fabricantes de automóveis do mundo estão apostando no segmento. Os projetos de carros movidos a eletricidade vão desde os Estados Unidos, com Ford e GM, passam pela Europa, a exemplo da Volkswagen, e chegam até a Ásia, com Nissan, Hyundai, entre tantos outros.

Mas não são apenas as montadoras de automóveis que estão de olho no mercado de carros elétricos. Conheça 5 fabricantes de celulares que estão apostando em projetos de veículos com energia limpa.

1. Apple

Há cerca de oito anos, a Apple está desenvolvendo o projeto Titan, um carro elétrico autônomo que deverá ser lançado até o fim desta década. Segundo alguns rumores, o veículo pode vir sem pedais ou volante: o carro seria conduzido apenas pelo sistema de pilotagem automática.

Outra novidade estaria no carregamento da bateria. O automóvel pretende ser compatível com o “sistema de carregamento combinado”, ou padrão CCS, que possibilitaria carregar o veículo na maioria das estações públicas de carregamento rápido.

O interior seria espaçoso e contaria com um display do tamanho do iPad para fornecer entretenimento para seus passageiros. O veículo, é claro, teria integração total com outros dispositivos fabricados pela Maçã.

No entanto, ainda há muitos detalhes a serem preenchidos. Para sair do papel, o Titan precisa de uma parceria com uma montadora. A Apple também não teria decidido o modelo de negócio com o veículo: as opções incluiriam uma frota autônoma, para competir com a Uber, ou a venda direta para o consumidor final.

2. Xiaomi

A divisão de veículos elétricos da Xiaomi foi criada apenas em 2021, mas os planos da companhia chinesa são ambiciosos. Lei Jun, CEO da empresa, também é o responsável por uma equipe de 300 funcionários que estão desenvolvendo o carro movido a eletricidade. A empresa planeja investir US$ 10 bilhões na próxima década no segmento.

Conhecida por seu rápido crescimento no setor de smartphones, a Xiaomi também corre para colocar nas ruas o seu primeiro modelo eletrificado até 2024. A companhia realizou a aquisição da DeepMotion, startup chinesa especializada em direção autônoma, para auxiliar no andamento da empreitada.

3. Sony

Veículo elétrico da Sony é voltado ao entretenimento. (Fonte: Sony/Reprodução)Veículo elétrico da Sony é voltado ao entretenimento. (Fonte: Sony/Reprodução)Fonte:  Sony/Reprodução 

A Sony já apresentou dois veículos conceituais movidos com eletricidade. Na CES 2022, além de apresentar um novo SUV, a companhia japonesa apresentou a Sony Mobility, que se dedicará exclusivamente ao setor de mobilidade elétrica.

O Vision-S 02 é um protótipo funcional com 40 sensores de segurança e possibilidade de conexão 5G. Ainda sem data para ser lançado, o veículo utiliza a mesma plataforma do protótipo revelado há dois anos, que está sendo testado em vias públicas

O novo protótipo pode abrigar até 7 passageiros e conta com configurações personalizáveis de painel, sons de aceleração e travas de chaves. O Vision-S 02 ainda possui um painel amplo que pode ser utilizado para streaming de vídeo e até jogar PlayStation com uma conexão remota.

4. Oppo

A chinesa Oppo anunciou, no final de 2021, que está entrando no negócio automotivo com uma plataforma chamada Carlink. A solução pretende digitalizar completamente a experiência de dirigir, desde o uso de chaves digitais, que têm uma adesão lenta, a até recursos que podem ser controlados de forma remota pelo proprietário.

Além disso, a fabricante de smartphones pretende lançar veículos elétricos e carros autônomos próprios, começando pelo mercado indiano, de acordo com informações do site 91mobiles. O lançamento está previsto para o final de 2023 ou início de 2024.

5. Huawei

Aito M5 com sistema operacional da Huawei começará a ser entregue em fevereiro. (Fonte: Huawei/Reprodução)Aito M5 com sistema operacional da Huawei começará a ser entregue em fevereiro. (Fonte: Huawei/Reprodução)Fonte:  Huawei/Reprodução 

A Huawei não pretende fabricar carros elétricos por conta própria, mas vem colaborando com várias montadoras com tecnologias automotivas, como direção autônoma. O primeiro veículo que contará com o sistema operacional HarmonyOS, desenvolvido pela companhia em 2019, será o híbrido Aito M5.

Os preços do automóvel serão subsidiados e custam a partir de 250 mil yuans (cerca de US$ 39 mil), um pouco abaixo do Modelo Y da Tesla, que é vendido a partir de 280 mil yuans nas mesmas condições. De acordo com a Huawei, o Aito M5 oferece potência de pico e autonomia melhores do que o carro da empresa de Elon Musk. As entregas começam em fevereiro, logo após o feriado chinês do Ano Novo Lunar, dando uma ideia do que podemos esperar para o futuro da empresa no segmento.