Bêbado dorme no volante e é salvo por Autopilot da Tesla

1 min de leitura
Imagem de: Bêbado dorme no volante e é salvo por Autopilot da Tesla
Imagem: Elektra/Reprodução
Avatar do autor

Um motorista embriagado da Noruega teve a sua vida provavelmente salva pelo sistema de piloto automático de seu carro Tesla Model S. Enquanto trafegava por uma estrada na última sexta-feira (30), o condutor de 24 anos adormeceu ao volante e foi flagrado em vídeo.

O sistema de direção assistida do automóvel elétrico da Tesla assumiu o controle por, pelo menos, 10 km antes de parar o veículo sozinho no acostamento, garantindo a segurança na rodovia.

Em depoimento à polícia, o condutor do Tesla afirmou que ele não dirigiu sob influência de bebida alcoólica. O boletim de ocorrência indica que um exame de alcoolemia foi realizado e o condutor teve a carteira de motorista apreendida.

Funcionamento do Autopilot

Motoristas bêbados já tentaram usar a tecnologia da Tesla como desculpa para evitar acusações de “dirigir sob influência alcoólica”, alegando que o sistema estava dirigindo e não eles. No entanto, o Autopilot não é um sistema autônomo, mas sim um sistema de assistência ao motorista. O condutor é sempre responsável pelo veículo e precisa estar pronto para assumir o controle o tempo todo.

Como um dispositivo à prova de falhas para pessoas que acabam dormindo, o sistema envia regularmente um alerta para segurar o volante se não detectar o toque aplicado ao equipamento. Se os avisos forem ignorados repetidamente, o piloto automático desacelera o carro e para no acostamento.

Aparentemente, pelo fato de haver um veículo trafegando ao lado, o sistema de direção assistida demorou um pouco mais para conseguir acessar o acostamento na estrada norueguesa. Ainda assim, realizou a manobra.

Acidente com a tecnologia

Autopilot da Tesla não é um sistema de direção autônoma e precisa de um motorista atrás do volante apto a assumir o controle do veículo elétrico. (Fonte: Tesla/Reprodução)Autopilot da Tesla não é um sistema de direção autônoma e precisa de um motorista atrás do volante apto a assumir o controle do veículo elétrico. (Fonte: Tesla/Reprodução)Fonte:  Tesla/Reprodução 

Em abril, os passageiros de um Model S da Tesla de Houston, nos Estados Unidos, não tiveram a mesma sorte do motorista norueguês. Enquanto transitava sem ninguém ao volante, o automóvel elétrico bateu em uma árvore e pegou fogo, matando os dois ocupantes do carro.