Piloto automático da Tesla confunde Lua com semáforo amarelo

1 min de leitura
Imagem de: Piloto automático da Tesla confunde Lua com semáforo amarelo
Imagem: Pixabay/Reprodução
Avatar do autor

Um proprietário de Tesla postou um vídeo no twitter que mostra o sistema Full Self-Driving (FSD) confundindo a Lua com um semáforo amarelo. Sempre que a Lua entrava em cena, a direção autônoma mostrava um sinal de trânsito na tela com a luz amarela brilhando. Apesar de nada estar à frente, o automóvel da Tesla indicava para desacelerar.

No momento do vídeo, a Lua parecia estar especialmente amarela e baixa no céu, o que provavelmente contribuiu para o raro problema. No entanto, os proprietários de veículos tão sofisticados gostariam que a situação fosse resolvida.

O piloto automático é oferecido pela empresa para compra por US$ 10 mil ou pode ser adquirido por assinatura mensal a partir de US$ 99.

Direção autônoma

Conhecidos por sua tecnologia, os carros apresentados por Elon Musk são famosos por seu piloto automático avançado ou recursos de direção que permitem manobrar os veículos sem uma pessoa atrás do volante

O recurso de piloto automático da Tesla já enfrentou uma série de desafios, mas a montadora afirma que esses problemas estão dentro do domínio de compreensão de uma tecnologia recém-introduzida.

Solução para o problema

Piloto automático da Tesla consegue identificar vários objetos, mas confundiu Lua com semáforo. (Fonte: Tesla/Reprodução)Piloto automático da Tesla consegue identificar vários objetos, mas confundiu Lua com semáforo. (Fonte: Tesla/Reprodução)Fonte:  Tesla/Reprodução 

A interpretação equivocada gera uma preocupação entre proprietários e agentes de trânsito. Se o veículo tomar decisões de frenagem e aceleração com base em informações erradas, o automóvel pode reduzir sua velocidade na rodovia e possivelmente levar um outro carro atrás a bater em seu fundo.

O sistema da Tesla não se baseia apenas na visão da câmera, pois também depende de dados de mapa de cruzamentos e locais dos semáforos, com o sistema projetado para reduzir a velocidade do veículo para todos os sinais detectados. Mas isso não foi o suficiente para evitar a situação com a Lua.

Uma maneira de contornar totalmente o problema é por meio dos semáforos que se comunicam com os sistemas nos próprios carros, com a tecnologia de veículo para infraestrutura (V2I). No entanto, a ferramenta ainda não está disponível nos automóveis da Tesla e também requer uma ampla transformação das ruas onde os carros vão circular.