Toyota quer atrapalhar adoção de carros elétricos nos EUA

1 min de leitura
Imagem de: Toyota quer atrapalhar adoção de carros elétricos nos EUA
Imagem: Toyota
Avatar do autor

Enquanto várias montadoras estão cada vez mais empenhadas em ampliar o setor de carros elétricos nos Estados Unidos, a Toyota parece querer seguir o caminho contrário.

De acordo com o site Electrek, a empresa está empenhada em fazer um lobby no governo contra a adoção acelerada desses automóveis no país. O governo do presidente Joe Biden sinalizou que vai votar em breve novas leis que ampliariam a adoção dessa categoria no país, algo visto com preocupação pela marca.

O diretor do departamento de Energia e Pesquisas Ambientais da empresa, Robert Wimmer, testemunhou em um comitê do Senado dos EUA e declarou que adotar medidas enérgicas na direção de veículos elétricos envolve alguns riscos. "Se vamos fazer um progresso dramático em eletrificação, isso demanda superar obstáculos tremendos, incluindo infraestrutura de recarga, disponibilidade de baterias, aceitação do consumidor e acessibilidade em preço", afirmou.

Por que ela é contra?

Segundo a reportagem, a Toyota tem ao menos dois motivos para ser contra a adoção rápida demais de carros elétricos nos EUA — e eles não envolvem as tais preocupações do depoimento, já que todas as montadoras lidam com os mesmos riscos e estão dispostas a ajudar nessa transição.

O principal problema é que a Toyota perderia muito mercado com essa adoção. Afinal, ela só embarcou recentemente no setor de veículos totalmente elétricos nos Estados Unidos. Além disso, a aposta principal da marca japonesa no setor de energia alternativa não é o de baterias elétricas, mas sim carros movidos a células de combustível de hidrogênio, como a linha Mirai.