Nada de Cybertruck: compradores querem elétricas de GM e Ford

1 min de leitura
Imagem de: Nada de Cybertruck: compradores querem elétricas de GM e Ford
Avatar do autor

Potenciais compradores de picapes elétricas não estão muito dispostos a investir nas novatas Tesla e Rivian, dando preferência a marcas mais consagradas como GM e Ford. É o que revela uma pesquisa feita pelo site Autolist com 1.100 pessoas, divulgada na terça-feira (10) nos Estados Unidos.

Na pesquisa realizada entre o final de novembro e o início de dezembro, o resultado geral mostra que 29% dos entrevistados preferem a caminhonete elétrica da GM que ainda nem foi apresentada (ela deve ser baseada em um Hummer e tem previsão de lançamento para 2021), enquanto 27% apontaram a picape elétrica da Ford como a mais desejada (uma versão EV da F-150).

Em seguida, aparecem as marcas que estão tentando desafiar o status quo das grandes montadoras já estabelecidads no mercado. A Rivian R1T, apresentada em abril passado, teve 24% dos votos totais, na terceira posição, ficando a recém-apresentada Cybertruck em último lugar, com 20%.

Resultado geral da pesquisa. (Fonte: Autolist/Reprodução)

O resultado foi semelhante entre os entrevistados que têm ou já tiveram uma picape, com a maioria deles novamente apostando nas grandes marcas. Neste caso, 35% demonstraram interesse no modelo da General Motors, 28% na F-150 elétrica, 23% na R1T e apenas 14% na Cybertruck.

Resultado muda entre os jovens e os que nunca tiveram uma picape

Mas a situação muda entre aqueles que atualmente não possuem uma caminhonete ou nunca tiveram uma no passado. Para este público, a Cybertruck é a preferida, com 25,8% dos votos e a R1T vem na segunda posição, com 24,8% da preferência. As versões elétricas das outras duas marcas empataram na terceira posição, cada uma com 24,7% dos votos.

Autolist revelou também que a caminhonete criada pela empresa de Elon Musk é a preferida dos mais jovens (faixa dos 18 aos 28 anos de idade), enquanto os compradores mais experientes (46 a 55 anos) estão mais propensos a investir nas demais.

Nada de Cybertruck: compradores querem elétricas de GM e Ford