Em busca de novos sistemas de transporte que sejam mais velozes, comercialmente viáveis e acessíveis para as pessoas, diversas novas tecnologias são desenvolvidas e testadas. Uma delas chamou bastante atenção por ser relativamente barata e, de certa forma, inusitada: trata-se de uma espécie de cápsula capaz de conduzir passageiros por um tubo gigante movida a ar comprimido e suspensa por magnetismo, assim como acontece com os trens-bala.

Isso é o que vem sendo chamado de Hyperloop, o sistema de transporte que pode conduzir pessoas a 1.200 km/h e já tem alguns protótipos sendo testados no mundo todo. A tecnologia desse meio de transporte foi desenvolvida por Elon Musk, a mente por trás de empresas como a Tesla, uma das principais fabricantes de carros elétricos e híbridos, e a SpaceX, fabricante aeroespacial que já realizou diversos lançamentos bem-sucedidos.

hyperloopMariana Avezum, ajoelhada, de branco: vitoriosa em disputa criada por Elon Musk

Disputa acirrada 

O que pouca gente sabe é que na equipe vencedora da competição de Elon Musk havia uma brasileira, Mariana Avezum, responsável pelo desenvolvimento do sistema operacional da cápsula

Para estimular o desenvolvimento de soluções para o Hyperloop, a SpaceX organizou uma competição para descobrir qual equipe seria capaz de desenvolver a melhor cápsula de transporte, sendo a vencedora aquela que conseguisse a mais alta velocidade. Atingindo 324 km/h, o time WARR Hyperloop, da Universidade Técnica de Munique, levou o caneco com um protótipo feito em fibra de carbono e equipado com um motor elétrico de 50 kW.

O que pouca gente sabe é que na equipe vencedora da competição de Elon Musk havia uma brasileira, Mariana Avezum, responsável pelo desenvolvimento do sistema operacional da cápsula. O TecMundo conversou com ela sobre seu envolvimento com essa tecnologia, a possibilidade de termos um Hyperloop no Brasil, o WeMuv – um projeto focado em soluções de mobilidade para pessoas e empresas – e como é ser mulher em uma área ainda tão dominada pelos homens.

Como você se envolveu com a área de tecnologia?

Mariana Avezum: Quem nesta idade não se envolveu com tecnologia? Uso computadores desde pequena e, aos poucos, fui desenvolvendo uma curiosidade sobre como eles funcionam. Configurei minha primeira página em HTML quando tinha 14 anos, mas na época não pensava em trabalhar com isso. No entanto, meu interesse eterno em matemática acabou facilmente me levando para a área da computação. Candidatei-me na Universidade Técnica de Munique (TUM) há 8 anos e não saí da área desde então.

Quais são as reais possibilidades de haver um sistema de Hyperloop no Brasil, interligando cidades como São Paulo e Rio de Janeiro? Quais seriam os principais desafios para que esse projeto virasse realidade?

Mariana Avezum: A tecnologia funciona, isso nós ja provamos mesmo com nosso protótipo estudantil. Entre um protótipo e uma implementação completa, a diferença é o apoio político, tendo em vista os grandes custos de infraestrutura, e isso é um problema não apenas no Brasil.

hyperloopMariana Avezum e a equipe WARR, vencedora do desafio de Elon Musk

Você venceu a competição de desenvolvimento de cápsula de transporte organizada por Elon Musk. Como foi esse processo e quais foram os obstáculos enfrentados para alcançar essa vitória?

Mariana Avezum: O processo é o mesmo de qualquer ideia ambiciosa, assim como o WeMuv. Ter coragem de começar um time, achar pessoas loucas o suficiente para tentar e, aos poucos, ter um sistema, parceiros, dinheiro e enfrentar cada problema de cada vez. O WeMuv é um excelente projeto que ainda está no começo, mas tem uma timeline muito mais próxima do que o Hyperloop e, assim, suas próprias ambições.

Você acha que o Hyperloop é o meio de transporte do futuro e que ele é capaz de resolver boa parte dos problemas de mobilidade das áreas urbanas modernas?

Mariana Avezum: Não existe apenas um meio de transporte do futuro, mas sim uma combinação de vários, motivo pelo qual nós estamos tentando conectar todos os provedores de mobilidade com a plataforma WeMuv. O Hyperloop é excelente para ir de São Paulo ao Rio de Janeiro ou até para Santos, mas, para chegar até a estação, você sempre precisará de outros meios. O meio de transporte do futuro é uma combinação de vários meios (até táxis aéreos!), então a plataforma do WeMuv é a melhor forma de atingirmos isso o quanto antes. Vários dos meios de transporte do futuro já existem atualmente e simplesmente precisam ser conectados de uma forma mais eficiente.

marianaMariana Avezum

Existe algum projeto de criação de um Hyperloop apenas para carga? Sabemos que é muito mais fácil desenvolver um meio de transporte para cargas não vivas, mas um projeto desse tipo seria possível ou viável financeiramente?

Mariana Avezum: Como só desenvolvi um protótipo, não posso responder a essa pergunta. Mas sim, existem pessoas que estão trabalhando na viabilidade de um Hyperloop para carga.

Como é ser uma mulher bem-sucedida em uma área que geralmente é dominada por homens? Você acha que a situação tem sido mais favorável para que mais mulheres se interessem pela dedicação ao mundo da tecnologia?

Mariana Avezum: A situação definitivamente não é favorável e com certeza há muita coisa para progredir nessa área. Existem várias iniciativas no Brasil e no mundo que tentam solucionar esse problema, e acho isso uma coisa muito importante. Acho que uma parte importante da história é não permitir que meninas percam o interesse por matemática, engenharia etc. e continuem tentando experimentos diferentes.

hyperloop

Que dica você daria para as brasileiras que sonham em trabalhar com tecnologia e participar de um projeto grandioso como esse?

Mariana Avezum: Simplesmente faça e nunca deixe alguém te dizer que algo não é possível. Um passo por vez e, eventualmente, resolvem-se também os grandes problemas.