(Fonte da imagem: Divulgação/Hyperloop)

Se existisse um Tony Stark na vida real certamente esse homem seria Elon Musk. Criador da Tesla Motors e da SpaceX, o inventor e bilionário surpreendeu o mundo mais um vez nesta segunda-feira (12) ao apresentar um ambicioso projeto que, se funcionar como descrito no papel, pode revolucionar o mundo dos transportes.

A novidade em questão atende pelo nome de Hyperloop. Trata-se de uma espécie de cápsula de transporte que permitiria que uma viagem entre Los Angeles e San Francisco, cidades norte-americanas separadas por 560 quilômetros de distância, pudesse ser feita por Terra em apenas 30 minutos. Para se ter uma ideia, hoje essa distância é feita por avião em uma hora e cinco minutos.

Outra boa notícia, ao menos segundo o projeto, é que o Hyperlopp custaria “apenas” US$ 7 bilhões, o equivalente a um décimo do valor estimado para a construção de uma linha de trens super-rápidos que ligariam as duas extremidades do estado da Califórnia.

Pods em tubos de aço

Para cruzar essa distância a uma velocidade de 1.120 km/h, o novo sistema terá uma espécie de vagão feito de alumínio. Esses vagões, com capacidade para 28 pessoas cada, serão lançados dentro de um tubo de aço. Os dois tubos (uma para ida e outro para a volta) serão elevados como os trilhos de uma ferrovia, dispensando escavações e fundações mais complicadas.

A parte dianteira de cada um dos pods abrigaria uma bateria com um compressor de ar, transferindo ativamente a alta pressão do ar para a parte traseira do veículo, local em que ela ficaria armazenada em um reservatório de ar comprimido. Esse ar seria suficiente para fazer o veículo ser impulsionado para frente, dispensando levitação magnética ou até mesmo túneis à vácuo.

O projeto apresentado hoje ainda não tem data para ser colocado em prática e Musk espera que sua apresentação possa atrair investidores. Contudo, ele afirmou que pretende bancar um protótipo da nova tecnologia, algo que promete apresentar “assim que for possível”. Se depender do crédito que Elon Musk tem, por tudo que criou até hoje, é melhor não duvidarmos de que a ideia possa dar certo.