A Magna International, fornecedora de peças automotivas, anunciou que está trabalhando no desenvolvimento de um sistema de direção autônoma que dispensa o uso de grandes sensores externos.

Chamado de Max4, o sistema pode ser escalado para o nível 4 de direção autônoma – que, é válido apontar, é conseguido mais facilmente com sensores externos, como o LiDAR, que geralmente fica localizado no teto do automóvel. No entanto, a Magna montou um conjunto de sensores ultrassônicos, radares e câmeras ao redor do veículo, para ajudá-lo a navegar sozinho por aí.

A Magna, por sua vez, se junta a marcas como Delphi, Continental, Siemens, Bosch e outras fornecedoras de componentes automotivos pelo mundo que estão se adiantando para buscar seu espaço para o futuro.

O sistema deve ser mostrado no Salão de Frankfurt, que vai acontecer no dia 16 de setembro, com uma demonstração de funcionamento para quem estiver presente. Não é a primeira empreitada da companhia, também: ela já conduziu um teste que levou um veículo autônomo de nível 3 até a fronteira entre Estados Unidos e Canadá, com o sistema controlando o carro por 92% do trajeto.