Mais um executivo importante da Uber está saindo da empresa: Ryan Graves, que vinha desempenhando a função de vice-presidente de operações globais da companhia, anunciou através de um e-mail aos colaboradores a sua saída da posição, embora continue com sua função como diretor do conselho.

“Nos últimos 7 anos e meio de construção da Uber, aprendi muitas lições diferentes, uma delas sendo o fato de que as pessoas que abraçam a incerteza e a mudança tem a melhor noção de realidade”, escreveu Graves, que ingressa o grupo de pessoas-chave a deixar a Uber. Foram mais de 12 pessoas nos últimos meses, desde que a empresa entrou num momento bastante turbulento e que culminou na saída do CEO Travis Kalanick.

O próprio Graves, inclusive, desempenhou a função de presidente em 2010, antes de Kalanick assumir no mesmo ano. O agora ex-VP de operações globais foi o responsável por iniciativas como o uberEats, o serviço de entrega de comida da plataforma.

O executivo afirmou que continuará atuando até a metade de setembro, dando tempo para que a companhia encontre alguém para assumir sua posição – algo que o próprio Kalanick pode estar interessado.

“De certa forma, o meu foco estar mais a frente não muda muita coisa. Tudo continua sendo totalmente sobre as pessoas e está claro para mim que a estabilidade de nosso conselho de diretores, a seleção de um novo CEO e o empoderamento do nosso time de gestão é o que é mais necessário”, concluiu.