The Flash: Ezra Miller é acusado de roubar música de colegas; entenda!

Imagem de: The Flash: Ezra Miller é acusado de roubar música de colegas; entenda!
Imagem: Warner Bros./Reprodução Internet.

Após se envolver em uma série de confusões em bares no Havaí, Ezra Miller, o futuro intérprete de The Flash nos cinemas, está sendo acusado de roubar um projeto de dois músicos com quem colaborou.

O produtor musical Oliver Ignatius e o rapper Ghais Guevara disseram à revista Rolling Stone que o ator publicou uma música na qual colaboraram sem crédito ou aprovação dos dois.

Após os músicos concordarem em trabalhar em um projeto musical com Miller, a ideia não foi adiante devido ao que Ignatius chamou de "uma birra agressiva" sobre uma das músicas. Depois da saída do produtor da parceria, no entanto, Miller teria vazado as faixas inacabadas online.

Segundo o produtor, Miller teria postado a música no SoundCloud e compartilhado o link em sua rede social. "O que Ezra fez foi cometer um... ato extremamente antiético e ofensivo", disse Ignatius.

"Ezra roubou de artistas que têm menos recursos do que ele, mas talvez tenham a arte que ele quer... o que estamos vendo agora. Tem sido uma jornada muito preocupante", disse Ignatius à revista.

Ezra Miller como The Flash.Ezra Miller como The Flash.Fonte:  Divulgação. 

Segundo o artista, ele havia topado trabalhar com o ator como uma "balsa salva-vidas musical e espiritual". "Todos nós tínhamos grandes esperanças de que seria um projeto bonito, que seria significativo para nós. Mas realmente não deu certo", acrescentou, referindo-se à recente prisão de Miller por supostamente ameaçar de morte um casal no Havaí.

Para o produtor, Miller estava "passando por uma queda do tipo terra arrasada com sua carreira em Hollywood". E disse ainda que ele "estava cortando muitos dos relacionamentos em sua vida e parecia estar em uma espiral muito perigosa”.

Guevara foi pago por sua participação na criação das faixas, mas tanto ele quanto Ignatius pretendem levar Miller ao tribunal. Ignatius insiste que possui os direitos das masterizações da música e sugeriu que pode mover também uma ação de danos morais contra a estrela de The Flash.

Ignatius encerrou afirmando que tentou falar com Miller após o incidente, mas que a conversa foi para o lado pessoal e não foi "nada boa nem conciliatória".

E agora, como será que o The Flash - seu intérprete, na verdade - vai se salvar dessa enrascada? O filme The Flash segue previsto para lançamento nos cinemas em 23 de junho de 2023.

Fontes