Stephen Elop.Fonte da Imagem: Lucas Sartoni

O recém apontado presidente da Nokia, Stephen Elop, enviou um memorando aos funcionários da empresa com conteúdo “quente”, por assim dizer. Intitulado “Standing on a burning platform” (algo como “Sobre uma plataforma em chamas”), o documento mostra que a Nokia pode mudar radicalmente as suas visões e direções dentro do mercado.

O memorando circulou por sites como The Register e TechCrunch Europe, e eles garantem a autenticidade do documento. Confira os principais pontos abordados:

  • A Nokia está muito atrás da concorrência — nomeadamente Apple e Android;
  • A empresa perdeu tempo e grandes tendências por decisões erradas;
  • O MeeGo não está com desenvolvimento rápido o suficiente;
  • O Symbian não é competitivo e está cada vez mais difícil para desenvolvimento;
  • A concorrência investe não somente em dispositivos e plataformas, mas os complementam com aplicativos e diferentes serviços, criando ecossistemas. Sendo assim, a Nokia deve decidir se vai desenvolver ou se unir a um ecossistema desse tipo.

Uma carta sinceramente azeda

O texto começa com a história de um homem em uma plataforma de óleo que começa a pegar fogo no meio do mar gélido do norte. Uma vez na borda, ele precisa decidir se pula ou não. Ele escolhe pular nas águas frias, algo inimaginável em circunstâncias normais.

De acordo com Elop, a Nokia se encontra em uma plataforma em chamas, e precisa definir como vai mudar seu comportamento no mercado. As chamas, nesse caso, são a concorrência. Eles seriam a Apple, que redefiniu o smartphone e atraiu desenvolvedores, e o Android, uma plataforma que atrai desenvolvedores, provedores de serviço e fabricantes de hardware.

Enquanto isso, a Nokia, na visão de Elop, ficou para trás, perdeu grandes tendências e perdeu tempo. “Achamos que estávamos tomando as decisões corretas, mas hoje nos vemos anos atrás. O primeiro iPhone apareceu em 2007, e nós não temos um produto que se aproxima da experiência dele. O Android surgiu apenas há dois anos atrás, e nessa semana eles tomaram a nossa liderança em smartphones. Inacreditável”.

Ele ainda lembra que o MeeGo não está atingindo ao mercado de maneira rápida o suficiente, e que o Symbian está se tornando um ambiente cada vez mais difícil para o desenvolvimento. Além disso, fabricantes chineses estão criando aparelhos mais rápidos no mesmo tempo em que “demoramos para caprichar em uma apresentação do PowerPoint”.

“Nokia, nossa plataforma está em chamas”, Elop afirma. Ainda de acordo com o memorando, a nova estratégia da empresa deve ser divulgada no dia 11 de fevereiro, e “será um enorme esforço para transformar nossa companhia”.

O anúncio deverá ser feito durante o Capital Markets Day e especula-se que a Nokia irá firmar uma parceria com a Microsoft e seu Windows Phone 7. Elop já trabalhou na Microsoft e tem bons relacionamentos na empresa.

Cupons de desconto TecMundo: