'Pessoas não tão ricas' incentivaram Elon Musk a apoiar o Dogecoin

1 min de leitura
Imagem de: 'Pessoas não tão ricas' incentivaram Elon Musk a apoiar o Dogecoin
Imagem: Shutterstock

Já faz algum tempo que o bilionário Elon Musk afirma que está apoiando o Dogecoin (DOGE) e, recentemente, até disse que continuará investindo na criptomoeda mesmo após as quedas. Em uma nova entrevista, Musk revelou que continua apoiando o Dogecoin por conta das pessoas "não tão ricas" que, segundo o executivo, pediram para ele continuar o apoio.

O problema é que muitas vezes que o bilionário cita a criptomoeda, ela costuma crescer em poucos minutos. No último domingo, por exemplo, o ativo cresceu até 22% após ele comentar que continuaria apoiando e comprando o token. No entanto, o preço também pode despencar, como no dia que o CEO da Tesla fez sua apresentação no Saturday Night Live.

“Conheço muitas pessoas que não são tão ricas que, você sabe, me incentivaram a comprar e apoiar o Dogecoin. Estou respondendo a essas pessoas”, revelou Musk durante o Fórum Econômico do Catar, realizado nesta última terça-feira (21), em entrevista à Bloomberg.

Na última semana, um investidor de Dogecoin processou Elon Musk em US$ 258 bilhões por criar um esquema de pirâmide envolvendo a criptomoeda. Na última semana, um investidor de Dogecoin processou Elon Musk em US$ 258 bilhões por criar um esquema de pirâmide envolvendo a criptomoeda. Fonte:  Shutterstock 

Dogecoin em queda

Infelizmente, o valor da criptomoeda caiu Dogecoin atingiu cerca de US$ 0,72 e criou diversos milionários ao redor do mundo. Contudo, atualmente, ela está custando cerca de US$ 0,062, ou seja, menos de 90% do valor que ela já chegou a custar.

Musk também apoia outros projetos mais seguros, como o Bitcoin (BTC) e Ethereum (ETH) — no início do ano, a Tesla começou a aceitar o DOGE como forma de pagamento em alguns tipos de mercadorias da companhia.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.